57 milhões de usuários do Uber tiveram dados roubados por hackers

Além dos nomes, e-mails e telefones de milhões de usuários, a licença de cerca de 600 mil motoristas foram violadas

Nova York - A Uber Technologies revelou hoje que pagou US$ 100 mil a hackers para contornar um ataque cibernético que afetou 57 milhões de contas no ano passado.

Além dos nomes, e-mails e telefones de milhões de usuários, a licença de cerca de 600 mil motoristas foram violadas, de acordo com o Uber.

O Uber disse que informações financeiras, como dados de cartão de crédito não foram roubados. A campanha afirmou que vai notificar os usuários que tiveram as contas afetadas nos próximos dias.

O Uber disse que demitiu seu chefe de segurança, Joe Sullivan, e o vice-chefe, Craig Clark, pela forma com que lidaram com a situação. Fonte: Associated Press.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.