Onde eu posso investir pouco dinheiro e ter bons rendimentos?

Especialista responde dúvida de leitor sobre investimentos. Envie você também a sua pergunta

Pergunta do leitor: “Estou pensando em fazer pequenos investimentos, em cotas de fundos ou até em ações. Onde e em que eu poderia investir pequenas quantias e ter bons rendimentos? O que é uma instituição financeira como a XP Investimentos?”

Resposta de Leandro Loiola, CFP®:

Antes de responder à pergunta é importante parabenizar o leitor pela iniciativa de começar a investir. Sabemos que só uma pequena parte da população tem a disciplina necessária dentro das limitações de renda para guardar algum dinheiro. De acordo com pesquisa conduzida pela ANBIMA, ao longo de 2018 apenas 8% dos consultados fez algum investimento financeiro.

Ter reservas é muito importante para elevar o bem-estar das pessoas. O fato de serem “pequenas quantias” não reduz as opções de investimentos, que estão cada vez mais acessíveis e deixaram de ser uma coisa restrita aos grandes investidores. Existem aplicações no mercado que podem ser acessadas por a partir de 30 reais, como o Tesouro Direto, ou 100 reais, como fundos de investimento.

A diversidade de instituições financeiras, como a XP, que é uma corretora que se tornou um banco de investimento, tem se ampliado e a oferta de aplicações financeiras também. É desejável que você compare as muitas opções de bancos e corretoras antes de decidir pela que mais atenda às suas necessidades.

Analise não apenas os produtos de investimentos oferecidos, mas também o atendimento e a facilidade do uso das ferramentas. Para um investidor iniciante é importante ter o apoio necessário para se ambientar nesse novo universo e conhecer as diversas opções de investimentos. Tenha a certeza de que a instituição escolhida esteja devidamente registrada no Cadastro da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), e se não há uma quantidade expressiva de reclamações nos órgãos de defesa do consumidor.

Para começar a investir, pense na sua reserva de emergência: aquele dinheiro guardado em algum investimento seguro que poderá ser utilizado em caso de imprevisto. Podemos considerar aqui nessa reserva opções como a Poupança, o Tesouro Selic, um CDB com liquidez e baixo risco de crédito ou ainda um fundo que acompanhe as taxas de juros de mercado (DI).

A quantidade de dinheiro recomendada para essa reserva fica entre três e doze vezes as suas despesas mensais, dependendo da variação da sua renda ao longo do ano e da sua capacidade de se recolocar em caso de perda da renda.]

Cumprida essa primeira etapa você já pode buscar alguma diversificação (e potencialmente maiores retornos). Para isso, consulte o banco ou corretora de preferência e descubra o seu perfil de risco. A análise de perfil do investidor (API) é feita por meio de algumas perguntas que levam a uma recomendação adequada à sua necessidade. Diversificando seus investimentos você aumenta a chance de obter maiores retornos.

Se houver interesse de aprofundar seus conhecimentos, procure os conteúdos gratuitos de fontes seguras e isentas, como os do governo ou da imprensa especializada. E consulte sempre um profissional CFP.

Desejo muito sucesso nos seus investimentos!

Leandro Loiola é planejador financeiro pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner), concedida pela Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros. E-mail: leandro@emsaconsciencia.com.br

As respostas refletem as opiniões do autor, e não do site Exame ou da Planejar. O site e a Planejar não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso
destas informações.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.