Na busca por passagens aéreas baratas, temos de enfrentar máquinas

Você acredita que basta acessar aquele comparador de preços de bilhetes aéreos para encontrar o melhor preço? Não é tão simples assim

Você acredita que poderá facilmente encontrar os melhores preços de passagens aéreas e diárias de hotel para suas próximas férias ou sua viagem de negócios? Pense outra vez.

Os provedores de viagens agora usam software de inteligência artificial para alterar o preço de suas ofertas, às vezes dezenas de vezes por dia, para maximizar a receita. Para viajantes de negócios e lazer, o resultado é uma variação alucinante, em que as empresas de viagens quase sempre levam vantagem.

Tradicionalmente, hotéis e companhias aéreas precificavam suas ofertas dependendo dos períodos de pico de demanda, dos dados de vendas passadas e do número de reservas atuais. Hotéis individuais poderiam fazer mudanças se, por exemplo, estivessem mais vazios que o habitual em uma data próxima, e um preço mais baixo estimularia a demanda.

Agora, mudanças nos preços estão sendo feitas com muito mais frequência. A prática, chamada de “preço hiperdinâmico”, está pronta para um crescimento significativo, disse Angela Zutavern, diretora executiva da empresa de consultoria em tecnologia AlixPartners e autora de “The Mathematical Corporation: Where Machine Intelligence and Human Ingenuity Achieve the Impossible” (A Corporação Matemática: Onde a inteligência das máquinas e a engenhosidade humana alcançam o impossível, em tradução literal).

Os preços hiperdinâmicos levam em consideração muitos dados. Juntamente com informações históricas e sazonais, os novos sistemas de IA vasculham a web em busca de eventos globais, previsões meteorológicas, pesquisas no Google, postagens em redes sociais, horários e locais de eventos e outros fatores que poderiam afetar a demanda, disse Zutavern.

A cantora e rapper Lizzo acabou de anunciar uma turnê de shows? O sistema pode antecipar um aumento na demanda por hotéis das cidades em que ela vai se apresentar, aumentando suas diárias. Há um furacão nos noticiários? Os preços dos voos podem precisar baixar para atrair os viajantes a locais tropicais.

“Os sistemas dão aos hotéis e a outras empresas de viagens a capacidade de fazer mudanças mais frequentes e testar o impacto dessas mudanças de preços”, disse Zutavern.

De acordo com uma pesquisa do aplicativo de previsão do preço de passagens aéreas Hopper, com sede em Montreal, o valor médio de um voo doméstico nos EUA muda 17 vezes em apenas dois dias, enquanto os voos internacionais mudam doze vezes nesse período. Os preços em rotas de alto tráfego, como entre Nova York e Londres, podem mudar até 70 vezes ao longo de dois dias.

Theresa Van Greunen, vice-presidente assistente de comunicações corporativas da Aqua-Aston Hospitality, com sede no Havaí, disse que sua empresa gerencia hotéis afiliados à Marriott e à Hilton, e que cada um tem seu próprio sistema proprietário de preços dinâmicos. Também gerencia cerca de 40 hotéis independentes que usam o sistema de preços da Aqua-Aston. Todos empregam inteligência artificial.

“A IA nos dá maior compreensão de nossos dados e oportunidades de sermos mais ágeis”, disse ela, não apenas nos preços das diárias, mas sugerindo à administração hoteleira como precificar ofertas especiais e a quem enviar essas ofertas, com base no retorno financeiro esperado.

Esses tipos de informações são “especialmente importantes para operadoras menores que tentam competir com marcas globais gigantes”, disse ela.

Algumas empresas de viagens estão comprando firmas de tecnologia para ter acesso a novos recursos de preços. No outono passado, a Oyo Hotels and Homes, uma cadeia de hospitalidade da Índia, comprou a Danamica, empresa dinamarquesa de dados e preços dinâmicos.

Em resposta aos preços flutuantes, os departamentos de viagens corporativas que reservam viagens de negócios para seus funcionários começaram a desenvolver estratégias para pegar os preços mais baixos. No ano passado, a Egencia, plataforma de reservas de viagens corporativas da Expedia, introduziu um recurso que vasculha a internet em busca de preços de passagens aéreas que já foram compradas por meio de seu sistema. Se uma tarifa mais barata para o mesmo voo e classe de serviço for encontrada dentro de sete dias após a compra, o sistema automaticamente cancela e remarca o bilhete sem qualquer ação necessária do viajante ou da empresa do viajante.

A Egencia está lançando um recurso semelhante para diárias de hotel, que busca preços menores e refaz a reserva do quarto com o valor mais baixo. A empresa cobra uma pequena taxa dos clientes quando encontra e remarca valores mais baixos.

A Egencia também está introduzindo o Smart Mix, que analisa os dados dos viajantes de negócios para determinar suas preferências – voos matutinos versus noturnos de sua cidade natal, por exemplo, ou hospedagem em determinadas redes hoteleiras –, e combinando essas informações com as políticas de viagem de seus empregadores para sugerir voos e hospedagens apropriados.

Os consumidores individuais não podem competir com os recursos e o poder computacional das empresas de viagens, mas há algumas maneiras de melhorar suas chances de obter uma boa tarifa ou diária.

Gary Leff, fundador do blog de viagens View From the Wing, aconselha os viajantes a evitar reservar quartos de hotel que não permitem reembolsos ou alterações, mesmo que o preço seja ligeiramente menor que o de uma diária mais flexível. Ele recomenda que os viajantes verifiquem periodicamente taxas mais baixas no site do hotel ou em outros sites que o hotel possa cobrir. Membros de alguns grupos, como o AAA, podem muitas vezes obter uma diária tão baixa quanto as não reembolsáveis, e sem as restrições, disse ele.

Além disso, muitos agentes de viagens podem oferecer quartos de hotel e passagens aéreas com desconto, repassando vantagens que recebem por trabalhar com consolidadores que compram blocos de bilhetes e quartos de hotel com desconto.

A empresa responsável pelo aplicativo Hopper, que afirmou ter cerca de 45 milhões de clientes em 120 países, disse que analisou dez anos de preços de companhias aéreas, monitorou os preços dos hotéis em todo o mundo e rastreou o comportamento dos clientes para oferecer conselhos aos viajantes sobre o momento de reservar quartos de hotel, comprar passagens e conseguir rotas ideais. Além disso, sugere alternativas para economizar dinheiro.

O Hopper também analisa as interações dos clientes dentro de seu sistema para dar sugestões. Se, por exemplo, um grande número de viajantes que está monitorando o preço dos voos de Nova York para Roma também está monitorando as mesmas datas de Nova York para Milão, o sistema de recomendação de IA do Hopper pode sugerir Milão como um destino alternativo para todos os clientes que estão monitorando os preços de Roma, mesmo que não tenham pensado em voar para Milão. “Se há um número suficiente de pessoas fazendo isso, o sistema considera uma alternativa viável que os clientes podem querer”, disse Lalonde.

Os hotéis são mais propensos a exibir preços diferentes para o mesmo quarto em sites diferentes do que as companhias aéreas, disse ele, de modo que o Hopper monitora a web em busca de pacotes de hospedagem, vendas rápidas, preços disponíveis apenas para clientes em determinados locais e outras tarifas.

“Fazemos toda a busca”, disse Lalonde. A empresa recebe comissões pelas vendas que faz.

The New York Times Licensing Group – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito do The New York Times.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.