Concessão de crédito bate R$ 1,5 tri mas empréstimo para pessoa física cai

De março a junho ante o mesmo período de 2019, houve aumento de 16,7% nos financiamentos para pessoas jurídicas e queda de 6,6% para pessoas físicas

As concessões de crédito entre 1 de março e 24 de julho somaram 1,5 trilhão de reais, incluindo contratação, renovação e suspensão de parcelas, de acordo com dados da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Os números de março a junho de 2020 ante o mesmo período de 2019 apontam um aumento de 16,7% nos empréstimos para pessoa jurídica e queda de 6,6% para pessoa física, em linha com o recuo da atividade econômica decorrente da estratégia de distanciamento social e do menor apetite de concessão de crédito por parte de algumas instituições financeiras.

Março a junho de 2020 Março a junho de 2019
Total 1.301.933 1.249.200 4,2%
Livre 1.173.452 1.147.057 2,3%
Direcionado 128.480 102.143 25,8%
PF 624.317 668.367 -6,6%
PJ 677.616 580.833 16,7%

Fonte: Febraban

Desde que foi estabelecido o distanciamento social, o setor já renegociou 13,5 milhões de contratos com operações em dia, que têm saldo devedor total de 782,3 bilhões de reais. A soma das parcelas suspensas totaliza 101,6 bilhões de reais, sendo que a maioria dos agentes beneficiados é de pequenas empresas e pessoas físicas (57,4 bilhões de reais).

Jun/20 Variação (12 meses) Mai/20 Variação (12 meses) Abr/20 Variação (12 meses) Mar/20 Variação (12 meses)
Total 321.883 1% Total 287.244 -12,8% Total 296.043 -2,7% Total 396.763 33,5%
Livre 284.669 -1,1% Livre 253.461 -16,1% Livre 265.349 -5,60% Livre 369.973 34,0%
Direcionado 37.213 21,8% Direcionado 33.783 24,4% Direcionado 30.694 32,7% Direcionado 26.790 25,7%
PF 166.184 -0,2% PF 145.479 -18% PF 140.642 -16,6% PF 172.012 10,7%
PJ 155.699 2,6% PJ 141.765 -6,5% PJ 155.401 15,0% PJ 224.751 58,4%

Fonte: Febraban

Os dados oficiais do Banco Central mostram que as taxas de juros e os spreads bancários caíram desde o início da pandemia. A taxa de juros para o conjunto das operações de crédito recuou de 23,1% para 19,3% ao ano, enquanto o spread médio das operações de crédito caiu de 18,6% para 15,6%.

Taxa de Juros (% a.a) Spread Bancário (% a.a)
Mês Total Livre Dir. Total Livre Dir.
fev/20 23,1 34,2 7,6 18,6 28,9 4,2
mar/20 22,7 33,4 7,5 18 27,7 4,2
abr/20 21,5 31,3 7,3 17,2 26,2 4,2
mai/20 20,5 29,6 7,5 16,4 24,7 4,7
jun/20 19,3 27,9 7 15,6 23,4 4,5

 

Variação (pp.) fev – jun -3,8 -6,3 -0,6 -3 -5,5 0,3

Fonte: BC

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.