Comédia inspirada em livro de Cerbasi traz dicas para casais

"Até que a Sorte nos Separe" mistura comédia com dicas de educação financeira

São Paulo – A comédia Até que a Sorte nos Separe, inspirada no livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, do educador financeiro Gustavo Cerbasi, chegará aos cinemas no próximo dia 5 de outubro. Ainda que o filme seja muito mais uma comédia do que uma orientação para casais que buscam resolver seus problemas financeiros, é possível observar em alguns trechos dicas do best-seller de Cerbasi. Entre elas, a importância de o casal conversar sobre tabus financeiros e de planejar os gastos em conjunto e também a necessidade de viver com qualidade de vida para alcançar os objetivos financeiros.

O filme conta a história de um casal, vivido por Leandro Hassum e Danielle Winits, que ganha na loteria e depois de 15 anos de gastos sem limites, vai à falência. O marido então começa a sua empreitada para reduzir os gastos, sem contar a verdadeira situação financeira da família para a esposa, que não pode enfrentar traumas porque está grávida. Entra em jogo então um consultor financeiro (Kiko Mascarenhas), que vai ajudar o personagem a entrar nos trilhos. Mas, por ironia, este consultor é justamente o vizinho excessivamente econômico e metódico que o protagonista costumava esnobar e para quem esbanjava sua fortuna.

Gustavo Cerbasi afirma que a produção não tinha a proposta de ser exclusivamente um filme sobre educação financeira, por isso os leitores não devem esperar que todos os conceitos de seu livro apareçam no filme. Mas uma das principais lições de Cerbasi para os casais é o que move o enredo: a necessidade de manter as finanças em equilíbrio, sem gastar ou economizar em excesso. A palavra-chave da educação financeira é o equilíbrio. O casal não pode só gastar, mas também não pode só economizar e viver sem qualidade de vida. É muito importante também ter gastos que tragam felicidade, porque só assim eles vão conseguir alcançar seus objetivos, diz o consultor.

No seu livro “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos”, o autor mostra que a falta de comunicação é um dos maiores erros dos casais e pode levar ao que Cerbasi chama de infidelidade financeira. As omissões que os cônjuges fazem para evitar situações desagradáveis são evidenciadas no filme, que mostra que a falta de conversa prejudica não só as finanças dos casais, como o relacionamento no geral. 

Ao conversar sobre as finanças, segundo Cerbasi explica, os casais ganham muitos benefícios, que vão desde a contratação de seguros e planos de saúde mais interessantes, até um planejamento para algum objetivo financeiro em comum, como a compra de um imóvel, além da possibilidade de discutir a educação financeira dos filhos. 

Além dos problemas de finanças que envolvem os casais, o filme traz também uma questão que é muito frequente no universo de famosos e pessoas que enriquecem repentinamente, que é o deslumbramento com a riqueza aliado à falta de educação financeira. Leandro Hassum, ator que interpreta o protagonista Tino, explica que já observou este tipo de problema entre artistas. As mudanças acontecem muito rápido para quem enriquece ou fica famoso da noite para o dia. É muito importante ter um acompanhamento de algum consultor financeiro. Eu sou professor de teatro e tenho alunos que passam por esse deslumbramento e eu costumo falar que assim como o anzol vai, ele volta, explica o ator.

Cerbasi acrescenta que no caso de artistas e jogadores de futebol, o ambiente e o modo de vida mudam antes que eles aprendam a lidar com essa nova realidade. O que acontece muito é que algumas pessoas não têm educação financeira e por isso acabam não conseguindo manter esse padrão, diz.

Veja a seguir o trailer do filme:

https://youtube.com/watch?v=dAnzuTb-A8k%3Ffeature%3Dplayer_embedded

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.