Agências do INSS vão reabrir na segunda; veja como será o funcionamento

Atendimento só será realizado mediante agendamento prévio

Depois de quase seis meses fechadas, as agências do INSS vão reabrir na próxima segunda-feira. Em um primeiro momento, o horário de funcionamento será parcial, das 7h às 13h.

Além da restrição do tempo, os atendimentos serão feitos exclusivamente para segurados e beneficiários que agendaram previamente e para serviços que não podem ser feitos remotamente, como perícia médica e outros, como o cumprimento de exigências, reabilitação profissional, avaliação social e justificativa administrativa.

O INSS pede para que os beneficiários evitem chegar muito antes do horário de agendamento para evitar aglomeração.

Para agendar o atendimento, os beneficiários poderão usar o aplicativo “Meu INSS” ou ligar no 135, que continuarão funcionando também para atendimento remoto.

— (Será) uma retomada consciente, uma retomada que vai ser feita de maneira absolutamente pensada e repensanda, ela será gradual. Não serão todos os serviços oferecidos, mas sim o nosso compromisso, compromisso do governo do presidente Jair Bolsonaro, de oferecermos ao público os serviços essenciais para que eles possam fazer o exercício de sua cidadania, disse o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco Leal.

Em um primeiro momento, 547 agências estarão abertas, mas, segundo o presidente do INSS, Leonardo Rolim, serão as maiores

— A capacidade e o potencial de atendimento será bastante representativo. É uma abertura progressiva, neste primeiro momento focado apenas nos serviços que necessitam do atendimento presencial.

Segundo Bianco, o objetivo do governo não é abrir o máximo de agências, mas de abrir conforme mais agências se adaptarem aos protocolos de segurança.

— Mesmo que agência não abra continuaremos prestando todos os serviços como tem sido feito durante toda a pandemia de maneira remota.

Existem em torno de 1.600 agências no país das quais 547 já estão preparadas para abrir, com todas as adaptações necessárias, como álcool gel e disponibilização de máscaras. O presidente do INSS explica que esse número é dinâmico e pode mudar de dia para dia, dependendo da adequação de cada agência. A lista das unidades abertas estará disponível no site, no aplicativo e também por telefone, no 135.

Para entrar nas agências, o uso de máscara será obrigatório e as pessoas precisarão passar por uma aferição de temperatura na entrada. Caso a temperatura estiver dentro na normalidade, o beneficiário será orientado sobre o uso do álcool gel, a necessidade de distanciamento social de 1 metro e a obrigatoriedade do uso da máscara.

Se o termômetro marcar mais do que 37,5ºC, a pessoa não poderá entrar no recinto. Ela será orientada a procurar atendimento médico e a reagendar o serviço.

Já os trabalhadores do INSS serão orientados a usar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e também terão suas temperaturas checadas. No caso de febre, a pessoa também será orientada a procurar um médico e permanecer em isolamento domiciliar por 14 dias ou até um resultado negativo do teste para Covid-19.

Veja como acessar o Meu INSS

    • A central de serviços Meu INSS pode ser acessada por meio do site meu.inss.gov.br. A senha inicial pode ser conseguida pelo próprio portal após responder a perguntas.
    • É preciso informar nome e CPF (campos obrigatórios), além de endereço de e-mail e número de telefone (informações opcionais). Durante o processo de inscrição, o cidadão terá que confirmar o nome da mãe, assim como seu dia e seu mês de nascimento.
    • O cadastramento depende ainda da confirmação de informações trabalhistas e previdenciárias do cidadão. Neste caso, é preciso escolher a opção correta sobre a última empresa onde trabalhou recolhendo para a Previdência Social, o ano em que ingressou nessa companhia e até se recebeu benefício do INSS nos últimos cinco anos.
    • Terminada esta etapa, o interessado recebe um código de validação enviado por SMS ou um link por e-mail. A partir daí, pode cadastrar sua senha de acesso.
    • Anote a senha inicial. Ela será necessária para cadastrar sua senha definitiva, que deverá conter, pelo menos, nove caracteres com uma letra maiúscula, uma letra minúscula e um número, no mínimo. Após ser cadastrado, o segurado deverá clicar em “Entrar”. Uma tela do portal gov.br se abrirá para informar o CPF e a senha.
    • Outra opção de acesso ao portal Meu INSS é acessar sites de Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Mercantil do Brasil, Santander, Sicoob e Sicredi, a fim de obter uma senha inicial. As agências do INSS também oferecem esse serviço. Mais informações podem ser obtidas pela central de atendimento telefônico 135.
    • Há a possibilidade de baixar o app Meu INSS também pelo smartphone. O aplicativo está disponível para celulares com sistema operacional Android. Para realizar o download, basta acessar a Google Play Store e clicar no botão “Instalar”.

    Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

    Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

    Falta pouco para você liberar seu acesso.

    exame digital

    R$ 15,90/mês

    • Acesse onde e quando quiser.

    • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

    exame digital + impressa

    R$ 44,90/mês

    • Acesse onde e quando quiser

    • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

    • Edição impressa quinzenal.

    • Frete grátis

    Já é assinante? Entre aqui.

    Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.