5 perguntas e respostas sobre fundos imobiliários

Professor Arthur Vieira de Moraes, da EXAME Research, esclarece dúvidas sobre o tipo de investimento

O professor Arthur Vieira de Moraes, da EXAME Research (a divisão de análise de investimentos da EXAME), responde a perguntas de investidores em seu programa semanal.

FIIs em EXAME vai ao ar toda sexta-feira às 15h no canal da casa de análises no YouTube.

Veja abaixo as perguntas respondidas no último programa, que foi ao ar nesta sexta-feira, 9 de outubro:

1 – Vale a pena investir em REITs (os FIIs americanos) com o objetivo de diversificar a carteira?

Diversificação é sempre bom, e se for internacional melhor ainda. Mas deve ser apenas um pedaço de sua carteira. Existem manuais que aconselham que até 20% da carteira esteja aplicado no exterior, não mais do que isso.

Recentemente a B3 permitiu o acesso dos BDRs para pequenos investidores e existem hoje REITs sendo negociados na B3.

O primeiro fundo imobiliário do mundo nasceu nos EUA. O que os FIIs brasileiros copiaram do modelo americano? A pulverização e distribuição da maior parte do lucro do fundo. Nos EUA o fundo é obrigado a distribuir 90% do lucro, aqui, 95%. É a forma que os REITs e FIIs conseguem obter vantagens fiscais. Uma ação de uma companhia pode distribuir os proventos que quiser. Nos FIIs é uma obrigatoriedade que seja a maior parte.

A principal diferença entre os REITs nos EUA e os FIIs no Brasil é que os REITs podem se alavancar. Ou seja, os fundos americanos pode pegar emprestado e comprar mais ativos do que o que têm como aplicações dos cotistas

2 – Quando as ações pagam dividendos, a B3 faz um ajuste no preço. Com os FIIs acontece a mesma coisa?

Sim, nos FIIs o rendimento é pago, distribuído em dinheiro, vai para a conta do investidor e é ajustado na cota. É um ajuste contábil que a B3 tem de fazer. No dia seguintes o FII se movimenta independente desse ajuste.

Por isso quando se fala em preço ajustado costuma-se incluir rendimentos pagos, como se tivessem sido reinvestidos. Acompanhar o preço ajustado mostra a importância de reinvestir os proventos sempre que possível.

3 – O que é flipagem?

É a compra e venda das cotas de FIIs ou ações no primeiro dia de negociação. No caso de fundos imobiliários já se sabe o preço e o mercado aceita ou não pagar. Já nas ações há uma faixa de preço e depois se anuncia o preço final.

Não há nenhuma pesquisa que mostre que a ação ou FII vai valorizar no primeiro dia de negociação. Mas a flipagem tem como objetivo ganhar rápido em uma operação curta, que acontece em um mercado aquecido.

4 – O IFIX (Índice de fundos imobiliários) atingiu 2.800 pontos. Você acha que já bateu no teto?

Não tenho a menor idéia. Os ativos tendem a valorizar ao longo do tempo, e o gráfico do indicador mostra que não é o teto, que o iFixjá ficou acima disso no passado. Mas não quer dizer nada.

É importante acompanhar o indexador, ainda mais com a chegada de fundos passivos. Mas caso você pense em acumular renda com FIIs é melhor ter como foco o rendimento da carteira do fundo, e não do indexador.

5 – Qual é o passo a passo para abrir conta no exterior?

É simples operacionalmente, hoje é possível fazer tudo pela internet.

O que não é simples são as regras tributárias, como você vai declarar o Imposto de Renda. E também as regras sucessórias. Se o investidor falecer, qual a regra do país? Tem país que é herdeiro do investimento, e sobra pouco para os filhos.

Por isso indico contratar um advogado tributarista antes de aplicar fora do Brasil. Ou comprar BDRs, que são negociados em reais na B3.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.