St. Marche inaugura mercado que promete ser sala de estar e home office

Café da manhã, almoço, coworking: o novo mercado do St. Marche está pronto para o mundo pós-pandemia
Nova loja do St. Marche: clientes poderão alternar home office com essa estação de trabalho (Germano Lüders/Exame)
Nova loja do St. Marche: clientes poderão alternar home office com essa estação de trabalho (Germano Lüders/Exame)
G
Guilherme Dearo

Publicado em 27/08/2020 às 05:30.

Última atualização em 12/02/2021 às 11:47.

Mercado premium, bar de sushi, local de trabalho... a ideia da nova unidade do St. Marche, a 20ª da rede de mercados, é unir esses serviços. Com investimento de 7 milhões de reais, o espaço está sendo inaugurado agora no Shopping Villa Lobos, na zona oeste de São Paulo.

Para criar um ambiente que convide os clientes a se sentirem confortáveis, a nova loja terá um espaço com mesas para descanso, leitura e reu­niões de trabalho, área ampliada de rotisseria, padaria para café da manhã e restaurante com pizzas, sanduíches, saladas, comida japonesa e poke. Uma das inspirações do St. Marche foi a cadeia americana Whole Foods ­Market, que dá espaço para que os clientes comam, leiam e trabalhem. Outra inspiração, mais clássica, foi a Star­bucks, que há décadas entendeu que deve manter os clientes perto do café, e não afugentá-los para casa.

Oferecer um espaço para os clientes passarem um tempo fora de casa, perto de outras pessoas, pode soar estranho em tempos de coronavírus e isolamento social, mas o St. Marche já está pensando adiante. “Após a pandemia, os escritórios vão diminuir seus espaços e adotar mais dias de home office. As pessoas logo desejarão um local prático para fazer uma reunião e trabalhar num ambiente gostoso que não seja sempre o de sua casa”, afirma Bernardo Ouro Preto, CEO do grupo St. Marche.

A escolha do Shopping Villa Lobos foi estratégica: uma região de classe média-alta e alta, repleta de torres residenciais ao redor — algumas com conexão direta com o shopping —, com escolas próximas e um perfil de moradores composto de casais jovens e com filhos. O shopping percebeu a necessidade de atrair um mercado de sucesso para seu espaço após uma pesquisa com clientes mostrar que havia demanda — e o St. Marche ser citado nos pedidos.