Beira Rio amplia leque de produtos e busca expansão na América Latina

A gaúcha BEIRA RIO amplia o leque de produtos ao estrear no segmento de calçados masculinos e mira expandir as exportações para a América Latina
 (Germano Lüders/Exame)
(Germano Lüders/Exame)
A
Arlete Lorini

Publicado em 19/11/2020 às 05:57.

Última atualização em 08/09/2021 às 17:15.

Depois de mais de 40 anos dedicados à fabricação de calçados femininos, a gaúcha Beira Rio fez, em 2019, sua estreia no segmento masculino. Ela ampliou a produção dos tênis de sua marca Actvitta com modelos também para os homens e criou a BR Sport, uma linha de sandálias de ­dedos e chinelos masculinos.

Dia 20 de outubro acontece a maior premiação de empresas do Brasil: Melhores e Maiores 2021. Não fique de fora: inscreva-se agora mesmo!

Com opções para a família toda, incluindo o público infantil, a Beira Rio vendeu 116,4 milhões de pares de calçados em 2019, 8% mais do que no ano anterior. “O calçado masculino ainda representa menos de 5% de nosso faturamento, mas existe uma similaridade muito grande de produção e de mercado com o produto feminino”, diz Roberto Argenta, presidente da Beira Rio.

“Aproveitamos nossa estrutura produtiva para ampliar o leque de vendas.” Enquanto o mercado interno ficou estável, as exportações da Beira Rio cresceram 18%.

O grosso das vendas externas — 80% — está concentrado na América Latina. A maior parte da expansão se deu para países da América Central, como Panamá, Costa Rica e República Dominicana, e para México, Peru e Colômbia. “Temos ainda muito espaço para crescer na América Latina”, diz Argenta. “Em tamanho de mercado, é quase um outro Brasil.”  

(Arte/Exame)


(Publicidade/Exame)