Indicado ao Oscar, filme retrata racismo a partir de conversas de Muhammad Ali

Filme estreia na Amazon Prime no dia 15 de janeiro; veja esta e outras indicações culturais imperdíveis

RESUMO

  • O filme Uma Noite em Miami…, da Amazon Prime, reúne quatro grandes negros americanos famosos dos anos 1960 para refletir sobre a luta contra o racismo

 

  • A ação gira em torno da famosa luta de boxe em que Cassius Clay se torna campeão mundial dos pesos pesados ao nocautear Sonny Liston

 

  • Na ficção, Clay comemora seu triunfo com Malcolm X, o cantor Sam Cooke e o jogador de futebol americano Jim Brown

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Um evento real inspirou um encontro fictício entre quatro grandes negros americanos dos anos 1960 num filme cogitado como forte concorrente ao Oscar (neste ano, por causa da pandemia, as indicações foram adiadas para março e a cerimônia de premiação para 25 de abril). Uma Noite em Miami…, com estreia mundial em streaming no Amazon Prime Video, aposta na força de símbolos contra o racismo, como o pugilista ­Muhammad Ali e o ativista Malcolm X.

Que tal viajar mais no mundo pós-pandemia? Conheça o curso de liberdade financeira da EXAME Academy

Uma Noite em Miami… é a estreia de Regina King como diretora, que venceu o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante de 2018 por Se a Rua ­Beale Falasse e estrelou o seriado Watchmen­ em 2019. A Amazon, que comprou os direitos do longa para aproveitar a boa recepção nos festivais de Toronto, Veneza e Londres, investe para conseguir a indicação dela ao prêmio da Academia nas categorias de direção e atores.

O filme é baseado numa peça teatral de 2013 escrita por Kemp Powers, que adaptou sua obra para o filme. A ação gira em torno da famosa luta de boxe em Miami, em fevereiro de 1964, na qual o então Cassius Clay se tornou campeão mundial dos pesos-pesados nocauteando o brutamontes Sonny Liston. Logo após a luta, convertido aos muçulmanos negros, Clay anunciou que passaria a se chamar Muhammad Ali.

No filme, Clay/Ali (interpretado por Eli Goree) reúne notórios amigos para comemorar seu triunfo: seu mentor Malcolm X (Kingsley Ben-Adir), o cantor Sam Cooke (Leslie Odom Jr.) e o jogador de futebol americano Jim Brown (Aldis Hodge). A festa leva a várias reflexões sobre a luta contra o racismo que tomava conta dos Estados Unidos naquele momento.

 (Arte/Exame)


MÚSICA

Despedida de pai 

 (Divulgação/Divulgação)

Perder um filho é uma grande dor. E o luto levou o cantor americano Steve Earle, veterano do country-rock alternativo, a criar J.T., dedicado ao filho, o também cantor Justin Townes Earle, morto em agosto último de overdose aos 38 anos. O som de quase todo o álbum tem arranjos de country tradicional, muitas vezes animado. Mas nada supera a beleza triste da faixa de encerramento, Last Words, com emoção potente nos vocais e arranjo de violão e cordas.


STREAMING

Marvel retrô 

 (Divulgação/Divulgação)

O excesso de produções de cinema e TV com heróis de Marvel e DC Comics já cria a sensação de mais do mesmo. Pelo menos uma ideia diferente surge com o seriado WandaVision, no canal Disney+. Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate e Visão (personagens da Marvel de filmes das franquias X-Men e Vingadores) vivem um casal feliz numa comédia romântica semelhante a séries dos anos 1950 e 1960, como I Love Lucy, A Feiticeira e Jeannie É um Gênio. No mínimo vale pela curiosidade.


LIVRO

A beleza dos cães

Obra apresenta fotos de Walter Chandoha, especializado em clicar animais de estimação | Marcelo Orozco

 (Divulgação/Divulgação)

Quem ama cachorros, e não é pouca gente, não terá como resistir a um livro abarrotado de imagens feitas por um mestre na arte de fotografar animais de estimação. Dogs: Photographs 1941-1991 reúne em suas 296 páginas cães de vários tamanhos e raças (e seus donos, muitas vezes) que se viram diante da câmera do americano Walter Chandoha (1920-2019).

Fotógrafo em zonas de combate na Segunda Guerra Mundial, Chandoha descobriu seu assunto favorito ao deparar com um gato. A partir daí, tornou-se um especialista em imagens com animais de estimação, apesar de ter registrado também cenas urbanas e de natureza.

Os cliques dos cães no livro foram feitos ao ar livre e em estúdio por diversas razões — propagandas de alimentos, matérias de revistas e projetos pessoais. Ele sempre procurou registrar os animais num plano em que eles estivessem de igual para igual com o humano que estivesse vendo.

Dogs é sequência de outro livro dele lançado pela editora multinacional Taschen em 2019, Cats: Photographs 1942-2018, obviamente com imagens de gatos. As duas obras podem ser compradas pelo site taschen.com.  

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.