Com plano de longo prazo, Cosan cresce mais de 50% em 2021

A Cosan cresceu mais de 60% em 2021. Mérito de um plano de longo prazo
Guimarães, da Cosan: empresa honrou o prometido (Leandro Fonseca/Exame)
Guimarães, da Cosan: empresa honrou o prometido (Leandro Fonseca/Exame)
M
Mariana DesidérioPublicado em 13/09/2022 às 06:00.

A Cosan, holding com atuação diversa, cresceu mais de 50% em 2021. Por meio das subsidiárias Raízen, Rumo, Compass e Moove, a companhia tem negócios do etanol ao varejo, passando por gás natural e logística — todos com faturamento bilionário. A receita do grupo chegou a 113 bilhões de reais em 2021. (A conta inclui a participação na Raízen, joint venture com a Shell.) Após algum tempo em gestação, a Cosan começa a exibir resultados de investimentos de longo prazo. “A companhia vem honrando o que vem prometendo. É um momento de muitas realizações”, diz Luís Henrique Guimarães, CEO da Cosan.

Entre os destaques estão as usinas de etanol de segunda geração da sucroalcooleira Raízen, as concessões de ferrovias obtidas pela operadora logística Rumo e a aquisição da transportadora de gás Gaspetro pela Compass, da Cosan, após um ano de espera no Cade, xerife antitruste federal. A Moove, subsidiária da Cosan para o mercado de lubrificantes, expandiu fronteiras há alguns meses ao comprar a concorrente americana PetroChoice. “Todas as nossas empresas têm grandes projetos em andamento, e estamos sempre pensando no que virá em seguida”, diz Rubens Ometto, presidente do conselho da Cosan.

Já imaginou ter acesso a todos os materiais gratuitos da EXAME para investimentos, educação e desenvolvimento pessoal? Agora você pode: confira nossa página de conteúdos gratuitos para baixar.

Para o futuro, a Cosan aposta em novas frentes com a Cosan Investimentos, braço da holding para novos negócios. No foco estão mineração, gestão de terras, finanças, transporte de cargas e educação — a ideia é formar profissionais para o setor de energia.

AS MELHORES DO SETOR

Pontuação
da Empresa
Posição
por Receita
Empresa Receita 2021(1) Receita 2020(1) Lucro Líq. 2021(1) Patrim. Líq. 2021(1) Ativo Total 2021(1) Cidade-Sede Estado
1  7,80  32 Cosan  24.907.150   13.508.787   6.350.776   28.870.022   97.842.023  São Paulo SP
2  7,68  62 Comgás  11.709.713   8.704.952   2.579.332   1.105.217   12.271.498  São Paulo SP
3  7,38  147 Eneva  5.124.441   3.243.309   1.173.292   8.996.623   18.244.555  Rio de Janeiro RJ
4  7,25  133 Isa CTEEP  5.534.129   3.696.428   3.037.808   14.399.206   28.976.739  São Paulo SP
5  7,19  267 Ambar  2.062.565   421.058   635.228   1.522.761   4.598.152  São Paulo SP
6  6,97  35 Copel  23.984.287   18.633.249   5.048.602   21.837.024   49.537.535  Curitiba PR
7  6,92  299 Copergás  1.770.041   1.150.998   194.912   410.113   843.862  Recife PE
8  6,79  46 EDP Brasil  18.874.154   14.983.800   2.367.545   12.294.012   23.507.436  São Paulo SP
9  6,78  23 CPFL  39.210.148   30.898.458   4.853.751   16.805.879   66.119.878  Campinas SP
10  6,73  318 Stima Energia  1.585.435   782.875   28.886   32.758   418.777  São Paulo SP

(1) Valores em milhares de reais. Para a colocação das empresas foram considerados: resultados contábeis-financeiros (ROE – Retorno Sobre o Patrimônio Líquido, Roce – Retorno Sobre o Capital Empregado, ILS – Índice de Liquidez Seca, D/E – Alavancagem); crescimento de 2020 e 2021; ESG (sete indicadores ambientais, sete indicadores sociais e sete indicadores de governança).
Mais detalhes podem ser conferidos no site
mm.exame.com

LEIA TAMBÉM: Cosan (CSAN3) é oportunidade de 'surfar' com renováveis e combustíveis?


(Publicidade/Exame)