Dez lições simples (mas geniais) de Buffett para qualquer investidor

A melhor maneira de entender a filosofia do investidor que anunciou seu sucessor na presidência da Berkshire Hathaway é por meio de suas frases simples mas geniais

Warren Buffett é considerado um dos maiores investidores de todos os tempos. Em 1942, aos 11 anos, comprou sua primeira ação. Agora, aos 90 anos, anunciou uma esperada saída do cargo de CEO da ­Berkshire Hathaway, conglomerado que possui um portfólio de ações negociadas em mercado de aproximadamente 300 bilhões de dólares.

Recentemente ele teve um lucro de 100 bilhões em ações da Apple. Além do portfólio de ações, a Berkshire controla um portfólio de empresas privadas que inclui indústrias e seguradoras. A melhor maneira de entender a filosofia de Buffett é por meio de suas frases simples mas geniais, que vêm influenciando gerações de investidores há décadas. As de que mais gosto são:

1. A primeira regra para investir bem é “nunca perca dinheiro”, a segunda regra é “nunca esqueça a primeira regra”. Aqui Buffett mostra seu lado conservador. Sempre procure uma margem de segurança no investimento. Essa segurança geralmente é comprar o ativo abaixo de seu preço justo. Para isso, estude muito e conheça profundamente o que está comprando. 

2. Risco é não saber o que está fazendo. O maior desafio para o investidor é a volatilidade de seus investimentos, principalmente nas quedas de mercado. Se você conhece muito bem a empresa em que investiu já é difícil administrar as perdas. Se você tem pouca noção do que está acontecendo com a empresa, qualquer perda o deixa inseguro e fragilizado. Investir sem conhecer não é investimento, é especulação.

3. É melhor comprar uma empresa excelente a um preço ok do que uma empresa ok a um preço excelente. Investir a um bom preço e com margem de segurança é importante, mas a qualidade do negócio tem de vir primeiro. Não há preço que justifique investir em um negócio ruim. Nesse caso, o barato sai caro. Comece olhando as melhores empresas e espere pelo preço certo.

4. “Apenas compre uma ação se você ficar confortável caso o mercado feche por dez anos” e “nosso período preferido para investir é para sempre”. Nesse ponto Buffett reforça o valor de conhecer bem as empresas em que se vai investir e pensar no longo prazo. Se você descobre uma empresa com um modelo de negócios incrível, com excelente retorno sobre o capital e que cresce, não há por que não ficar investindo por muito tempo. Por que abandonar um bom negócio? Nike, Ambev e WEG estão aí para provar o benefício de pensar no longo prazo.

5. Procure negócios que tenham proteção contra concorrência — nas palavras de Buffett, castelos com fossos bem profundos. Um dos maiores riscos para as empresas é a entrada de novos competidores. Bons negócios têm boas margens e acabam atraindo competidores que querem participar da festa. Empresas com barreiras de entrada estão mais protegidas e tendem a ser melhores investimentos. Barreiras à competição podem ser: patentes, distribuição, monopólios naturais, efeito plataforma (Facebook é um ótimo exemplo), entre outras. 

6. Um investidor deveria atuar como se tivesse um cartão onde pudesse marcar apenas 20 investimentos na vida. Ser seletivo, paciente e esperar pela empresa certa no momento correto é um importantíssimo fator de sucesso. Se você só puder comprar 20 ações na vida, certamente fará um estudo diligente. 

7. Fazer previsões é muito difícil, principalmente em relação ao futuro. Tentar adivinhar o comportamento do dólar, da inflação e das economias globais é praticamente perda de tempo. Concentre-se em encontrar boas empresas e foque seus esforços em entender seus modelos de negócios e as ameaças competitivas. Boas empresas navegam bem os ciclos econômicos e aguentam momentos de recessão.

8. A melhor opção para um investidor com pouco tempo para se dedicar é um fundo passivo de ações. Investir é difícil e requer muito estudo. Para quem não tem tempo não há vergonha nenhuma em investir no índice de ações. No longo prazo as empresas crescem e um fundo de ações tende a ir melhor do que a renda fixa.

9. Uma boa reputação leva anos para ser cons­truída, mas pode ser destruída em minutos. ­Buffett sempre se preocupou em ter uma imagem de ser 100% ético e correto. Evitou fazer negócios duvidosos e só adquire empresas com total concordância do controlador, sem propostas hostis. A excelente reputação de ­Buffett já o ajudou em diversas ocasiões. Em 1991 ele era um dos maiores acionistas do banco Salomon ­Brothers quando este quase sofreu uma intervenção do banco central americano, o FED, por suspeitas de fraudes. Mas Buffett se ofereceu para tocar o banco — e levou.

10. O investimento mais importante que você pode fazer é em você mesmo, na sua permanente educação. Buffett é um leitor voraz desde criança e suas leituras prediletas são balanços de empresas. Acredita-se que ele devore aproximadamente 600 páginas por dia. Hoje com 90 anos, Buffett diz que gosta tanto de descobrir novas empresas e modelos de negócios que vai “dançando” ao escritório de tão entusiasmado. Ele também insiste que devemos trabalhar no que somos apaixonados, nunca apenas por dinheiro.

Enfim, Buffett é “pop” pois consegue passar conceitos poderosos de maneira simples. Para se aprofundar, leia suas cartas anuais. Dezenas delas estão disponíveis no site da Berkshire Hathaway. São as melhores leituras disponíveis para entender de investimentos. Boa leitura!  

 (Divulgação/Divulgação)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.