A depressão é uma das inspirações de Projota em seu novo álbum

O mais pop dos rappers brasileiros, lança álbum com temas atuais — assédio, depressão, busca pelo equilíbrio...
 (Foto/Divulgação)
(Foto/Divulgação)
I
Ivan Padilla

Publicado em 02/07/2020 às 05:15.

Última atualização em 12/02/2021 às 12:11.

Atenção aos números do rapper Projota. Ele já emplacou 14 músicas entre as dez mais tocadas nas rádios brasileiras, detém as marcas de 6 milhões de inscritos em seu canal, mais de 1,5 bilhão de visualizações e mais de 4,5 milhões de seguidores no Spotify e é um dos dez artistas mais vistos da Vevo na última década. Entre seus parceiros estão nomes como J Balvin, Anavitória e Anitta.

A visibilidade lhe rendeu críticas da turma do rap e uma depressão que durou dois anos. A doença serviu de inspiração para Salmo 23, uma das quatro músicas que compõem seu novo álbum, Tempestade numa Gota d’Água, lançado nas plataformas digitais no fim de maio.

O destaque é a faixa Ombrim, com clipe dirigido por Lázaro Ramos, que também atua no vídeo ao lado da mulher, Taís Araújo. Em Sai de Rolê, ele fala sobre abordagens inconvenientes a mulheres. Outras faixas serão lançadas até o fim do ano para completar o álbum. Sobre os recentes protestos antirracistas, diz: “Espero que façam diferença. Canto rap há 19 anos e ainda não vi mudanças”.