É totalmente possível investir só com foco em dividendos, diz especialista

O analista da Exame Research, Bruno Lima, explica como funciona o investimento com foco em dividendos

Você já ouviu falar em investimentos com foco em dividendos? Os dividendos são frações do lucro de uma empresa de capital aberto, que são pagos aos acionistas da companhia periodicamente.

De acordo com o analista da Exame Research, Bruno Lima, é totalmente possível investir com foco apenas em dividendos e a principal vantagem disso é ter uma estratégia mais fácil de operacionalizar.

Conheça, gratuitamente, o relatório Ações e Dividendos, da Exame Research

“O investidor basicamente deve filtrar as boas empresas pagadoras de dividendos e, a partir dali, focar neste universo de investimento. Assim, ele não se preocupa em saber se o papel vai ter uma capacidade grande de crescimento ou não, pois o foco é se a empresa é uma boa pagadora de dividendos ou não”, afirma Lima.

Conheça a EXAME Invest, o novo canal de investimentos da EXAME

No Brasil, grande parte das empresas pagam 25% de seus lucros aos acionistas (que é o valor mínimo). Este tipo de pagamento pode ser feito mensalmente, bimestralmente, e assim por diante, sendo até anual, ficando a critério de cada empresa.

Geralmente, os investidores que tem como foco a geração de renda através de ativos que criam renda passiva estão mais focados no longo prazo. Ou seja, estes acionistas seguram os ativos por longos períodos em suas carteiras, diferentemente dos investidores que negociam transações de curta duração, como fazem os day traders.

Mesmo assim, Lima destaca que os dividendos não são apenas para investidores de longo prazo, apesar de ser uma estratégia deste tipo. “Não é apenas para pessoas que investem a longo prazo. É um foco, olhando a classe de ação, e isso pode ser combinado com outras estratégias. Você pode ter um investidor que está olhando pra dividendo também, mas ele acaba combinando isso, por exemplo, com ações que estão mais ligadas ao crescimento”, diz o analista da Exame Research.

As companhias que na maioria das vezes pagam mais proventos são as que se encontram em setores que não necessitam de investimentos constantes, ou empresas que já são mais consolidadas no mercado. Isso porque elas não costumam usar todo lucro obtido para reinvestir nas próprias atividades ou diminuir o endividamento de suas operações.

Além dos dividendos, as empresas também pagam juros sobre capital próprio (JCP), que é uma outra forma de distribuir lucro aos acionistas das empresas. A diferença é que esse pagamento é tratado como despesa no resultado da empresa, enquanto o dividendo não.

Reinvestimento de dividendos

O chamado “efeito bola de neve” ocorre quando o investidor recebe o dividendo e reinveste para gerar riqueza. “É totalmente possível investir somente com foco em dividendos, principalmente para pessoas físicas que, por alguma razão, não querem ou mesmo não têm tempo de ficar estudando mais sobre mercado. A pessoa, então, traça uma estratégia bem definida, que é investir em ativos que são bons pagadores de dividendos a longo prazo, para ter uma carteira geradora de renda adicional de forma passiva”, explica Lima.

Os principais pontos que uma empresa precisa ter para pagar “bons dividendos“:

  • Sustentabilidade do negócio: Segundo o analista da Exame Research, a empresa pode ser uma excelente pagadora de dividendos no momento, mas, se o negócio estiver piorando ao longo do tempo, ou se ela estiver sendo engolida pela competição, provavelmente no futuro ela não será uma boa companhia para isso. “Não é somente a foto que importa, o que importa é o filme“, explica Lima.
  • Disrupção significativa: “Uma empresa que não é boa pagadora de dividendo hoje, daqui algum tempo pode ser, e vice-versa”, diz o especialista. Dessa forma, é importante que o investidor esteja atento ao risco de imbróglios no meio do caminho da empresa.
  • Grande previsibilidade de fluxo de caixa: “Crescimento baixo, mas constante”. Segundo o analista, é por este motivo que muitos especialistas indicam o setor de transmissão de energia como, talvez, um dos melhores pagadores de dividendos.

Todos os dados ligados a distribuição de proventos, tanto JCP quanto dividendos das companhias abertas, podem ser encontrados nos portais de relação com os investidores (RI) das próprias empresas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.