Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

O mês de agosto tem sido especial para as pessoas que gostam de testemunhar raros fenômenos da natureza, pois ocorre na quarta-feira, 30, o surgimento de mais uma superlua. A primeira aparição aconteceu em 1º de agosto.

Esse efeito é conhecido como superlua azul, por ser a segunda que acontece neste mês. Isso não significa que a luz do luar terá o tom azulado. 

Trata-se também do momento do perigeu da Lua, momento em que este satélite natural atinge a aproximação máxima com a Terra, a 357.344 quilômetros de distância, e inicia a fase de Lua cheia, que deve começar oficialmente às 22h35. Por isso, a superlua deve parecer maior e mais brilhante desta vez.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo em primeira mão. Inscreva-se no Telegram da Exame

De acordo com pesquisas da Nasa, agência espacial dos EUA, a Lua demora 27,3 dias para dar uma volta inteira na Terra. Neste período se sucedem suas fases, cada uma com aproximadamente sete dias: nova, crescente, cheia e minguante. Levando em conta que a volta inteira dura menos de um mês, alguma fase da lua se repete ao longo dele.

Por outro lado, a Lua não faz um círculo exato ao dar a volta na Terra. Sua trajetória percorrida consiste em uma elipse, um tipo de círculo achatado. Por causa disso, a distância entre a Lua e a Terra varia ao longo do trajeto, e varia também a cada volta dada.

Raridade

Para quem quer contemplar a superlua, esta quarta-feira é a melhor oportunidade, principalmente por ser um fenêmeno que não ocorre com frequência.

Segundo especialistas, a próxima superlua deve ocorrer apenas em 2032. O registro mais recente de duas superluas no mesmo mês foi em 2018.

A Nasa também divulgou que há possibilidade de mais uma superlua, em 29 de agosto. No entanto, esta não será uma superlua azul.

Como assistir a superlua

A aparição da superlua estará visível em todas as regiões do planeta, mas o horário exato da Lua Cheia pode variar de acordo com o fuso horário.

  • No horário de Brasília vai acontecer às 22h35;
  • No fuso -4 vai ser às 21h35;
  • No fuso -5 será às 20h35
  • No fuso de -1 a data já muda para 31 de agosto às 0h35 e para os demais fusos (0, +1, +2, etc) a data da “Superlua Azul” será também, então, 31 de agosto.

O evento pode ser observado por muitas horas, com expectativa de durar a noite toda, e por qualquer pessoa, pois o espetáculo natural é visível a olho nu.

Mesmo assim, quem quiser acompanhar a superlua com outras perspectivas pode assistir a transmissão no canal do The Virtual Telescope Project, no YouTube.

Créditos

Últimas Notícias

ver mais
Renato Aragão perde direito de usar nome "Didi" para empresa chinesa; entenda
Pop

Renato Aragão perde direito de usar nome "Didi" para empresa chinesa; entenda

Há um dia
Barbie: live-action está disponível em diversas plataformas de streaming; saiba onde assistir
Pop

Barbie: live-action está disponível em diversas plataformas de streaming; saiba onde assistir

Há um dia
Elon Musk desmaiou após beber vodca em reunião com russos para compra de foguete, revela biografia
Pop

Elon Musk desmaiou após beber vodca em reunião com russos para compra de foguete, revela biografia

Há um dia
Kayky Brito: boletim médico afirma que ator respira sem ajuda de aparelhos
Pop

Kayky Brito: boletim médico afirma que ator respira sem ajuda de aparelhos

Há 2 dias
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais