Região Sul tem rodovia congelada e clima de -3,9°C. Veja até quando vai durar o frio extremo

Nova massa de origem polar avança sobre os estados do Sul e Sudeste do país; previsão é de geadas fortes e moderadas em várias regiões
Além do Sul, o frio deve atingir também Mato Grosso do Sul, áreas de Mato Grosso, São Paulo e extremo sul de Goiás (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Além do Sul, o frio deve atingir também Mato Grosso do Sul, áreas de Mato Grosso, São Paulo e extremo sul de Goiás (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
D
Da redação, com agências

Publicado em 11/06/2022 às 15:38.

Última atualização em 11/06/2022 às 17:23.

Uma nova onda de frio derrubou as temperaturas na Região Sul do país neste fim de semana. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), até às 8h da manhã de hoje cidades como São Joaquim (SC), São José dos Ausentes (RS) e Bom Jardim da Serra (SC) tinham registrado, respectivamente, -3,9°C, -3,6°C e -3,0°C. 

De acordo com o Inmet, este sábado, 11, será gelado em toda a Região Sul. As temperaturas mínimas chegarão a menos 5 graus Celsius (°C), nas serras gaúcha e catarinense. A culpada pela nova onda intensa de frio é uma massa de origem polar que está avançando sobre os estados do Sul e Sudeste do país e deve durar até a próxima segunda-feira, 13, com previsão de geadas.

Pista congelada em Santa Catarina

Na tarde deste sábado, um vídeo mostrando pistas congeladas na estrada da serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina, viralizou nas redes sociais. Segundo o perfil que compartilhou as imagens, foi preciso que as equipes utilizassem sal para derreter o gelo na rodovia, enquanto dezenas de carros se enfileiravam sem poder atravessar. 

 

Além do Sul, o frio deve atingir também Mato Grosso do Sul, áreas de Mato Grosso, São Paulo e no extremo sul de Goiás, favorecendo a diminuição das temperaturas máximas. De acordo com o Inmet, o ar frio também pode causar um novo episódio de friagem em áreas das regiões Centro-Oeste e Norte.

No domingo, o ar frio avança para o Mato Grosso do Sul, São Paulo e Mato Grosso. Nesse dia, as temperaturas deverão variar entre 4°C e 20°C em Ponta Porã (MS), entre 5°C e 15°C em Campos do Jordão (SP) e entre 10°C e 20°C na capital paulista.

Ainda há previsão de geada ampla e de intensidade moderada a forte em áreas do oeste, norte e Serras do Rio Grande do Sul, sul do Paraná e em praticamente todo o estado de Santa Catarina, com exceção apenas do litoral. Também há previsão de geada, de menor intensidade, no centro e norte do Paraná e no sul de São Paulo e do Mato Grosso do Sul.

O instituto emitiu ainda um aviso de perigo potencial de ventos costeiros que podem atingir a Grande Florianópolis, o Sul Catarinense, o Sudeste do Rio Grande do Sul e a região metropolitana de Porto Alegre.

Para a segunda-feira (13), a previsão do Inmet é de temperaturas ainda abaixo de zero nas serras gaúcha e catarinense, com possibilidade de geadas para a Região Sul, além de áreas do sul do Mato Grosso do Sul e de São Paulo e da Serra da Mantiqueira.

Rio tem chuvas e ressaca

A cidade do Rio de Janeiro está em estágio de mobilização desde as 18h dessa sexta-feira (10), devido à previsão de chuva moderada. O estágio de mobilização é o segundo nível em uma escala de cinco, e significa que há riscos de ocorrências de alto impacto na capital fluminense. 

A aproximação da frente fria manterá o tempo instável na cidade neste fim de semana, com previsão de chuva fraca a moderada, em pontos isolados, até o período da manhã. A Marinha do Brasil informa que ondas de 2,5 a 3 metros de altura podem atingir a orla do Rio do meio-dia deste domingo (12) até 21h de terça-feira (14).

A recomendação é que os banhistas evitem o banho e não permaneçam em mirantes na orla ou em locais próximos ao mar durante o período de ressaca. Frequentadores das praias devem seguir as orientações das equipes do Corpo de Bombeiros.

Os pescadores também estão sendo orientados a evitar deixar o cais durante o período de ressaca. O alerta vale também para as pessoas que andam de bicicleta na orla, caso as ondas estejam atingindo as ciclovias. No caso de banhistas, em situação de risco de afogamento, acione imediatamente as equipes do Corpo de Bombeiros pelo telefone 193.

De acordo com o Sistema Alerta Rio, a partir da tarde de hoje (11), há possibilidade de pancadas de chuva moderada a forte, acompanhadas de ventos moderados (18,5 a 51,9 quilômetros horários (km/h) a fortes (de 52 km/h a 76 km/h).

O meteorologista chefe do Alerta Rio, Nilton Moraes, informou que a chuva poderá ser pontualmente forte. Neste sábado, segundo ele, a previsão é da “passagem da frente fria e o posterior transporte de umidade, a previsão é de chuva fraca a moderada durante a madrugada e manhã, passando a fraca a partir da tarde”.

A possibilidade é que chova 10 milímetros (mm), hoje, média válida para toda a cidade. Em relação às temperaturas, haverá acentuado declínio, com máxima prevista de 22 graus Celsius (ºC) e mínima de 16ºC.

Entre domingo (12) e segunda-feira (13), o céu irá variar de nublado a parcialmente nublado e sem previsão de chuva. As temperaturas se manterão amenas e os ventos estarão moderados a fortes.

Confira as regiões com previsão de geada entre hoje, 11, até segunda, 13: