Mergulhador encontra, por acaso, espada de cavaleiro das Cruzadas

Espada foi encontrada em Israel, com apenas o auxílio de um snorkel
 (Ronen Zvulun/Reuters)
(Ronen Zvulun/Reuters)
Por Da RedaçãoPublicado em 20/10/2021 18:41 | Última atualização em 20/10/2021 18:54Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Encontrar um tesouro quase que por acaso, apenas em um mergulho casual no mar, parece até história de filme. Mas, aconteceu de verdade. O israelense Shlomi Katzin encontrou uma espada de mais de 1 metro de comprimento, da época das Cruzadas, com o uso apenas de um snorkel. Além da lâmina, o objeto também tem uma empunhadura de 30 centímetros.

Depois do susto de encontrar a espada, a cerca de 200 metros da costa e uma profundidade de 4 metros, o israelense contatou a Autoridade Antiquária de Israel (IAA), a fim de que o objeto pudesse ser analisado e, caso necessário, devidamente catalogado pelo órgão. 

Como resultado, a descoberta foi comunicada na segunda-feira, 18, pela IAA. De acordo com as informações divulgadas, a espada deve ser de ferro e tem uma idade estimada de 900 anos. Ainda segundo a autoridade, o objeto foi mantido em perfeitas condições, apesar de estar cheio de corais e moluscos. 

Mas afinal, como foi possível encontrar algo tão antigo, de uma forma tão aparentemente simples? A explicação pode estar em uma mudança nas correntes marítimas, que mexeu em toda a areia próxima à costa. 

Segundo Nir Distelfeld, inspetor da Unidade de Prevenção de Roubo do IAA, em entrevista à CNN, isso foi possível porque a espada foi enterrada em uma camada profunda de areia, sem oxigênio. Como resultado, o objeto pesa, hoje, cerca de 6 quilos — mas o peso original deve estar em cerca de um terço disso.

“É emocionante encontrar um objeto tão pessoal, levando você 900 anos de volta no tempo para uma era diferente, com cavaleiros, armaduras e espadas”, disse Distelfeld, à CNN.