Mark Zuckerberg perde US$ 3 bilhões de sua fortuna e cai no ranking dos mais ricos do mundo

O fundado do Facebook chegou a ter fortuna avaliada em US$ 142 bilhões em setembro de 2021
Zuckerberg: o fundador do Facebook, porém, não é o único bilionário que perdeu dinheiro este ano (Samantha Burkardt/Getty Images)
Zuckerberg: o fundador do Facebook, porém, não é o único bilionário que perdeu dinheiro este ano (Samantha Burkardt/Getty Images)
D
Da RedaçãoPublicado em 30/07/2022 às 12:58.

O CEO da Meta, antigo Facebook, Mark Zuckerberg, perdeu US$ 3,1 bilhões de sua fortuna, após a sua empresa divulgar a primeira queda de faturamento da história no segundo trimestre de 2022.

lucro líquido da Meta caiu 36% na comparação anual, passando de US$ 10,39 bilhões em 2021 para US$ 6,68 bilhões em 2022. No semestre, o lucro líquido diminuiu 28,8%, passando de US$ 19,89 bilhões em 2021 para US$ 14,15 bilhões em 2022.

Após perder essa bolada, o bilionário ocupa o 19ª lugar no ranking de pessoas mais ricas do mundo, segundo o Bloomberg Billionaires Index. Em maio, Mark elevou o valor da sua fortuna após resultado positivo do primeiro trimestre da Meta. Eles ganhou seis posições e estava na 12º lugar. 

O fundado do Facebook chegou a ter fortuna avaliada em US$ 142 bilhões em setembro de 2021. Em fevereiro, Mark perdeu US$ 31 bilhões em um dia. Considerando todo o ano de 2022, o bilionário perdeu US$ 65,6 bilhões de todo seu capital, sendo a maior perda entre os outros 20 mais ricos do mundo. 

Zuckerberg, porém, não é o único bilionário que perdeu dinheiro este ano. Segundo levantamento da Forbes, oito da lista dos mais ricos do mundo da revista somaram perdas de US$ 272 bilhões este ano. 

Confira quem são cinco bilionários mais ricos do mundo, segundo a Bloomberg:

  1. Elon Musk: US$ 248 bilhões
  2. Jeff Bezos: US$ 146 bilhões
  3. Bernard Arnault: US$ 143 bilhões
  4. Bill Gates: US$ 116 bilhões
  5. Gautam Adani: R$ 116 bilhões

LEIA TAMBÉM: 

Rihanna se torna a bilionária mais jovem dos EUA, com fortuna de US$ 1,4 bilhão

Zuckerberg se diz tranquilo sobre déficit de US$ 2,8 bi em divisão de metaverso no segundo trimestre