Luva de Pedreiro: influenciador afirma que seu WhatsApp foi hackeado

Influenciador disse que a conta criada por seu empresário foi excluída de seu celular
Luva de pedreiro foi alvo de polêmicas envolvendo seu empresário nas últimas semanas. (Twitter/Reprodução)
Luva de pedreiro foi alvo de polêmicas envolvendo seu empresário nas últimas semanas. (Twitter/Reprodução)
D
Da Redação

Publicado em 26/06/2022 às 20:56.

Última atualização em 27/06/2022 às 06:16.

O influenciador digital Iran Ferreira, conhecido como Luva de Pedreiro, afirmou que sua conta de WhatsApp foi hackeada em uma publicação nas redes sociais, realizada neste domingo, 26,. O influencer estava há cinco dias sem fazer publicações.

Em seus stories no Instagram, Luva de Pedreiro disse que sua conta, então criada pelo seu ex-empresário Allan Jesus, foi excluída de seu celular. 

(Redes Sociais/Divulgação)

“Fala minha tropa, galera, eu tenho um WhatsApp aqui, galera, que foi meu ex-empresário que fez, galera, e ele sumiu do meu celular. Eu não tenho, hackearam meu WhatsApp", disse.”

Após publicar um print da tela do seu celular com WhatsApp bloqueado, o influenciador afirmou que está bem e disse: 

"Nós somos brasileiros, não desistimos nunca. Receba, graças a Deus! Ta ligado que é a tropa pesada, estou com a minha família, graças a Deus! Nós é nós! Nós, brasileiros, não desistimos nunca. Receba!"

A gestão da Luva de Pedreiro foi tema de discussão na última semana, após a divulgação na coluna do jornalista Léo Dias afirmando que as suas contas bancárias tiveram um giro baixo para seus ganhos. As suspeitas é de que ele teria sofrido um golpe por parte do empresário.

Qual a polêmica envolvendo o empresário e Luva de Pedreiro?

A condição financeira de Ferreira é debate nas redes sociais há algum tempo. Além dos milhões de seguidores, o influenciador fechou contrato estimado em 1 milhão de reais com a Amazon Prime Video, além de ter a própria loja de roupas e já ter ganho uma viagem da Pepsi para assistir a final da Champions League.

Os fãs comentavam que o jovem de 20 anos não parecia estar tomando proveito do sucesso financeiro repentino -- até Casimiro chegou a falar do tema em sua live, citando que Ferreira não tinha nem um celular ou computador novo.

A gestão da carreira de Luva de Pedreiro começou a ser questionada, assim como onde estariam os ganhos do influenciador. Nada do tipo foi comprovado, mas os novos empresários afirmam que as duas contas bancárias do influenciador tiveram um giro de R$ 7.500 no decorrer do ano de 2022.

O saldo foi descrito por Leo Dias como "basicamente nada" três horas após a publicação da matéria original. O jornalista afirma ter obtido acesso aos extratos bancários do influenciador nesta noite de quarta-feira, 22.

A quantia é bem menor do que o estimado por fontes ao Metrópoles, que dizem que só o primeiro grande faturamento do influenciador foi de R$ 300 mil -- além do R$ 1 milhão da Amazon.

LEIA TAMBÉM: Caso quebre contrato, Luva de Pedreiro terá que pagar multa milionária; entenda

Empresário de Luva de Pedreiro responde acusações

O ex-empresário de Ferreira, Allan Jesus, se manifestou após a divulgação dos valores: “Nesse momento, eu prefiro falar pouco. Com o devido tempo e esclarecimento dos fatos, pretendo não só falar, como mostrar tudo. Livro aberto. A minha grande vantagem é que além de falar, eu posso mostrar de forma muito confortável tudo que fiz”, disse.

A ASJ Consultoria, empresa de Allan Jesus, também emitiu um comunicado oficial. A companhia garante que o contrato com o Luva de Pedreiro tem vigência até o ano de 2026. Leia:

“É com absoluta perplexidade e profundo lamento que a ASJ Consultoria, empresa com vasta expertise no segmento de marketing esportivo, recebe algumas notícias publicadas na imprensa – que infelizmente destacam informações levianas, apuradas de forma seletiva, sem compromisso algum com a verdade dos fatos. ASJ e Luva de Pedreiro, com uma trajetória de sucesso até aqui, possuem contrato com vigência até o ano de 2026. Se alguma das partes desejar efetivamente rescindir o contrato vigente, além de respeitar a forma acordada para tanto, deverá comunicar a outra oficialmente de sua decisão. Até o presente momento, a ASJ não recebeu qualquer comunicação formal e/ou notificação a respeito de eventual tentativa de rescisão do Luva de Pedreiro. A única coisa que temos são indícios espalhados pela internet e notícias que dariam conta de um suposto novo agenciamento, o que em tese poderia configurar quebra de exclusividade. De qualquer modo, instado a se manifestar ou demonstrar a regularidade de seus atos, a ASJ o fará com muita tranquilidade, abrindo a quem de direito todos os contratos, documentos, extratos e o que mais for necessário. Porfim, manifestamos nossa certeza e convicção de que a verdade, como sempre, prevalecerá”.

Quem é o Luva de Pedreiro?

Com mais de 17 milhões de seguidores no TikTok, Iran Ferreira de 20 anos nasceu no povoado de Tábua, no interior da Bahia. Com o bordão “receba” repetido por famosos (e até incorporado a memes), o baiano desenvolveu a própria fórmula dos conteúdos: vídeos curtos, feitos no campo de terra batida, no qual demonstra a habilidade para dribles e chutes ao gol. E a ascensão surpreendente chamou a atenção da própria rede de Mark Zuckerberg, que, pela primeira vez, passou a seguir um influenciador do país.

Na falta de oportunidade para jogar profissionalmente, o jovem de 20 anos decidiu gravar os vídeos para ajudar a família humilde. E de onde veio o apelido pelo qual ficou conhecido? Na inspiração em atletas da Europa, que usam luvas de inverno (substituídas pelas luvas construção, mais baratas). Se o acessório foi alvo de bullying no começo, se tornou marca registrada após viralizar.

Veja também: