Work investe R$ 2,5 mi em reestruturação e prepara franquias

A empresa de móveis para escritório completa 40 anos e projeta expansão para os próximos anos

São Paulo – A Work Móveis, empresa de móveis para escritório, anunciou um investimento de 2,5 milhões de reais na reformulação de todas as suas lojas. O plano é adotar um novo layout nas onze unidades até o final do ano. “Começamos com a loja do Butantã e da Vila Leopoldina e só a reforma fez dobrar o faturamento em dez meses”, conta Roberto Eiji Kohigashi, diretor da Work Móveis e filho do fundador da rede de lojas.

A principal mudança, segundo o executivo, foi na organização dos móveis. “Antes eles ficavam expostos individualmente. Agora, estão ambientados como um escritório, o que ajuda o cliente a visualizar como seria na empresa dele”, diz Kohigashi. Para ele, a mudança atraiu um público novo para a marca. A nova configuração deve fazer o faturamento da rede crescer 85%.

Depois de uma consultoria, a empresa descobriu que o melhor caminho para a expansão seria pelo sistema de franquias. “Já temos uma loja modelo pronta e a partir do segundo semestre vamos começar a expansão com as franquias”, conta. A meta, a princípio, é abrir cinco lojas até o final de 2012.

As unidades precisam ter 400 m² para abrigar loja e estoque. Além disso, os franqueados deverão seguir o modelo da empresa e ter uma logística própria para a entrega dos 7 mil itens comercializados por mês. “O que facilita a agilidade é termos 70% dos 1500 produtos em estoque”, diz.

O preço estimado para cada loja começa em 380 mil reais, incluindo reforma e taxa de franquia. Segundo Kohigashi, o começo da expansão será por São Paulo. “A gente tem um projeto para atingir o Brasil todo, mas para fazer um negócio mais consolidado vamos começar por aqui”, explica.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.