A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Mais R$100 mi na Black Friday: empresa vai aumentar receita de varejistas

A CRM&BONUS, de gestão de programas de fidelidade, irá reativar mais de 1 milhão de cupons de cashback na próxima sexta-feira em ação com varejistas; Arezzo e Osklen estão entre as marcas participantes

Apostar alto na fidelização de clientes é a resposta encontrada por grande parte das varejistas neste final de ano, especialmente em datas sazonais, como a Black Friday. Nesse cenário, a CRM&BONUS, plataforma que gerencia programas de fidelidade no varejo, vai reativar 1 milhão de cupons de desconto durante a Black Friday para grandes lojistas que desejam atrair novamente os clientes que já passaram por lá.

Quer dar um upgrade no seu currículo? Confira os cursos com descontos na Black Friday da EXAME Academy

A ação desenvolvida pela CRM&BONUS consiste na reativação de cupons promocionais, ou seja, em tornar válidos novamente os descontos que foram perdidos por clientes, seja por falta de adesão ou pelo encerramento do período de validade. Com a reativação, a empresa estima trazer 100 milhões de reais em receita incremental às varejistas que aderirem à ideia.

A estratégia tem nome: giftback, um termo que traduz o esforço de empresas em recompensar financeiramente clientes que fazem compras nas lojas físicas ou e-commerce devolvendo parte do valor de um produto em uma carteira virtual ou em forma de desconto para futuras compras naquela rede.

A CRM&BONUS atua como uma operadora de programas de fidelidade desde 2018. Na prática, isso significa que empresas buscam a  startup para gerenciar canais de atendimento ao consumidor para criar programas de cashback, descontos e condições especiais de compra para clientes, além de uma consultoria de dados para lojistas que querem entender melhor o perfil da clientela. Hoje, já são mais de 13.000 lojas na base da empresa, entre pontos físicos e e-commerce.

Por trás dessa estratégia de reativação está a decisão de evitar descontos agressivos, algo tipicamente comum nesta época do ano. “Quando uma empresa reativa cupons de desconto, ela não precisa fazer ofertas dos seus produtos e consegue reter e atrair os clientes devolvendo bônus que eles já tinham direito a usar na marca”, diz Alexandre Zolko, CEO da CRM&BONUS. “Quase 80% dos clientes perdem esses cupons pois eles expiram. Reativar isso tudo é uma oportunidade de vendas muito grande”, diz.

Entre as empresas que decidiram reativar os cupons adormecidos ao invés de ações promocionais estratosféricas está a Arezzo&Co, de calçados.

Por lá, a reativação de cupons é mais do que um reforço nas vendas, mas fidelização em um programa maior que envolve a gestão de clientes, explica Maurício Bastos, diretor digital da Arezzo. “Fomos um dos primeiros parceiros da CRM desde o início, e hoje posso dizer com certeza que essa parceria é o que resolve nossa frente de fidelização, muito além da Black Friday”, diz.

A reativação dos bônus também estimula o consumo entre interessados em antecipar a compra de produtos “Fazemos reativações ao longo do ano, mas de fato a Black Friday é uma grande chance de aproveitar uma temporada que naturalmente está mais propensa a vendas”, diz.

Mesmo fora da Black Friday, a promessa da CRM&BONUS é de que a fidelização é capaz de turbinar as receitas de um negócio a longo prazo. “Nossa missão é aumentar o faturamento e lucratividade do lojista de 10% a 20% em até três meses”, diz. “Se não fizermos isso, não cobramos nada”.

Em outra frente, a estratégia também deve servir para alavancar o crescimento da própria CRM&BONUS. A meta da empresa é saltar de 13.000 para 100.000 lojas ativas nos próximos anos, e ações como a de reativação devem ajudar nisso. “Queremos contribuir para o PIB do Brasil, e sabemos que podemos fazer isso ao ajudar lojistas a vender mais”, diz Zolko.

Além da Arezzo, marcas como Osklen, Hope, Adidas, Melissa, Loccitane e Chilli Beans também participarão da ação.

Saiba o que acontece nos bastidores das principais startups do país. Assine a EXAME.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também