PME
Acompanhe:

Startup reduz em 80% dinheiro gasto com burocracia de assinaturas em PMEs

A Contraktor, especializada em assinatura eletrônica, foi fundada em 2016 e cresceu 255% no último ano

Com pandemia, a Contraktor cresceu 255% em 2020 (EmirMemedovski/Getty Images)

Com pandemia, a Contraktor cresceu 255% em 2020 (EmirMemedovski/Getty Images)

K
Karina Souza

10 de março de 2021, 20h24

A Contraktor, startup de gestão de documentos digitais fundada em 2016, é mais uma das empresas que foram beneficiadas pelo avanço digital de 2020. No último ano, o faturamento aumentou 255% e o volume de documentos assinados eletronicamente saiu de 30 mil em 2019 para 120 mil no ano seguinte. "Investimos muito ao longo dos anos na empresa e estávamos preparados para quando a oportunidade surgiu. Sem dúvida, esperamos resultados ainda melhores em 2021", afirma Bruno Doneda, CEO da Contraktor.

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor

Se depender da economia de tempo gerada aos clientes, a startup está em um bom caminho: segundo uma pesquisa realizada com clientes, o serviço digital economiza 97% do tempo gasto com burocracias de gestão de documentos e reduz em 80% o tempo gasto com assinaturas.

Isso é obtido por meio de dois tipos de serviços: a assinatura digital eletrônica, que é totalmente gratuita e foi lançada pouco antes da pandemia, e um serviço de gestão completa de documentos eletrônicos -- que é pago. A ideia de ter um serviço gratuito é a de trazer comodidade para os pequenos empresários que (ainda) não podem pagar por um serviço mais completo, além de funcionar como porta de entrada para outras organizações.

O CEO explica que um caso recente envolvendo esta última estratégia foi o de um grupo de educação que usou por três meses a solução gratuita e, a partir do aumento de volume de contratos com pais de alunos, se tornou um cliente da solução paga. "Além dele, temos contratos com outras empresas maiores, como algumas unidades da UNIMED e a COPEL. Temos um mix bem variado de clientes, mas nosso foco principal permanece no pequeno empresário", diz Doneda.

No serviço pago, a startup oferece aos clientes soluções completas de gestão na nuvem, automatizando o ciclo dos processos. As principais áreas em que as soluções são utilizadas envolvem o jurídico, financeiro, administrativo e recursos humanos. Em termos de setores,não há a predominância de um em específico, mas o foco está direcionado aos de Saúde, Educação, Finanças e Varejo.

Questionado a respeito da semelhança com a DocuSign, empresa líder no segmento no mundo, ele não hesita em afirmar que a ambição da Contraktor é se tornar "uma versão 100% brasileira" da multinacional.

Para a Docusign, a entrada de novas empresas no setor é fundamental. "Hoje, eu acho isso maravilhoso. Isso só me ajuda a mostrar a importância desse mercado para a América Latina, onde ele começou há pouco tempo. Não temos concorrentes em nível global, considerando todos os serviços que disponibilizamos. Estamos ansiosos para ver o setor crescer e se desenvolver cada vez mais", afirma Gustavo Brant, vice-presidente da DocuSign para a América Latina.