PlayBPO recebe aporte da Anjos do Brasil e Conta Azul

Startup de Florianópolis (SC) oferece solução 100% digital para processos de gestão financeira, conhecidos como BPO
 (PlayBPO/Divulgação)
(PlayBPO/Divulgação)
L
Luciana Lima

Publicado em 05/04/2022 às 10:48.

Última atualização em 14/04/2022 às 11:38.

A PlayBPO, startup de gestão financeira, anunciou nesta terça-feira, 5, que recebeu um investimento anjo da fintech Conta Azul e da Anjos do Brasil, entidade de fomento ao empreendedorismo. 

Fundada em 2020 pelos empreendedores José Marques e Lázuli Santos, em Florianópolis (SC), a PlayBPO é uma plataforma 100% digital de gerenciamento e otimização de processos de gestão financeira, conhecidos como BPO. 

Garanta o seu lugar entre as melhores do Brasil, entre no ranking Negócios em Expansão 2022

No ano passado, a startup também foi uma das selecionadas no programa Startup SC, realizado pelo governo de Santa Catarina e o Sebrae-SC. Um dos diferenciais da PlayBPO é utilizar tecnologia para otimizar o trabalho de contadores que prestam serviços para micro e pequenas empresas.

“Para prestar o serviço de BPO Financeiro eram necessários ao menos três softwares genéricos, sem conexão entre eles, o que, além de gerar erros humanos e desperdício de tempo, impossibilitava o crescimento da operação”, diz Marques que, antes de empreender, atuava como contador. 

Segundo o CEO da PlayBPO, o conhecimento sobre o serviço de BPO Financeiro foi um diferencial para criar a plataforma, já que o empreendedor conhecia na pele as dores do processo. 

Com a ajuda de Santos, formado em desenvolvimento de sistemas e com 12 anos de experiência em empresas de tecnologia, como a Softplan, eles conseguiram desenvolver uma plataforma simplificada em que o processo levasse apenas dez minutos. 

"O investimento acontece para fomentar cada vez mais o nosso ecossistema de tecnologia e soluções para empreendedores e contadores. A experiência do time também foi determinante, já que o CEO da Play, José Marques, é um parceiro de longa data”, diz André Ocuno, Chief Strategy & Corporate Development Officer da Conta Azul. 

Segundo Marques, o investimento, de valor não-revelado, será usado para aumentar o time da PlayBPO e investir em tecnologia. “Vamos aprimorar a nossa solução e contratar pessoas principalmente para o atendimento ao cliente”, finaliza.