Pequenas empresas perdem mercado interno para China

Números divulgados nesta quinta-feira mostram que 49% dos pequenos negócios sofreram redução na participação de seus produtos no mercado interno

Brasília – Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (3) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) revela que as pequenas empresas são as mais prejudicadas pela presença de produtos chineses no mercado interno. Segundo “A Sondagem Especial China”, embora estivesse menos exposto à disputa com produtos chineses, foi esse grupo que mais sofreu os impactos da concorrência no mercado doméstico.

O percentual de empresas que registrou queda na participação de mercado de seus produtos alcançou quase metade do segmento: 49%. O percentual se reduz para 32% entre as grandes.

Segundo a pesquisa, quase a metade (exatamente 45%) das empresas industriais brasileiras que competem com empresas da China perdeu participação no mercado doméstico em 2010.

O levantamento, realizado com 1.529 empresas entre 4 e 19 de outubro último, informa que em quatro setores – produtos de metal, couros, calçados e têxteis – a queda na participação das vendas no mercado interno pela concorrência com produtos chineses atingiu mais da metade das indústrias. No setor de couros, 31% das empresas pesquisadas informaram ter sido significativa a perda de mercado no ano passado.