Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Open Banking: o que melhora para as PMEs?

Especialista lista os quatro principais benefícios do novo sistema para as pequenas e médias empresas

Por Paula Bazzo, planejadora financeira

Dra. Laura solicitou um financiamento para a compra de um equipamento médico e se viu impelida a movimentar a nova conta por seis meses antes de conseguir o crédito, além de ter sido obrigada a usar necessariamente a maquininha de cartão proposta por eles e, ainda, deixar um valor investido naquela cooperativa de crédito.

Felipe queria expandir seu negócio automotivo, mas teve o empréstimo recusado alegando não ter movimentação suficiente no banco, já que a empresa tinha menos de um ano.

Quer deixar de ser funcionário e começar a empreender? Encurte caminhos com o curso Inovação na Prática

As situações de Laura e Felipe não são nada incomuns.. Você já tentou acessar crédito em uma nova instituição e teve como resposta que não seria possível, já que é necessário um período mínimo de movimentação na conta? O Open Banking promete ser uma resposta para resolver este e outros problemas.

O Open Banking, que entra em sua segunda fase de implementação no segundo semestre de 2021, é um sistema que permitirá o compartilhamento entre instituições financeiras de informações cadastrais e de histórico de transações financeiras por meio de APIs (aplication programming interface ou “interface de programação de aplicativos”). É totalmente regulamentado pelo Banco Central e os dados só podem ser compartilhados mediante consentimento do cliente.

Uma das grandes vantagens do Open Banking é justamente isto: dar ao cliente a propriedade de suas informações e movimentações de forma que ele possa optar por compartilhá-las com as instituições financeiras que ele desejar. Como isso pode beneficiar pequenas e médias empresas? Aqui estão quatro bons motivos:

Quatro benefícios do Open Banking para PMEs

1. Cliente no centro

Atualmente o detentor do histórico de movimentações de sua conta é a instituição financeira que você escolheu trabalhar. Outras instituições não têm visibilidade de suas movimentações e, não raras vezes, é com dificuldade que você consegue confirmar suas próprias movimentações. Cada banco que você trabalha tem um histórico próprio. Ao final, as informações são do banco e não suas. A visibilidade de todas as transações e empréstimos que seus clientes fizeram no decorrer do tempo é, justamente, o principal ativo das maiores instituições financeiras nacionais. Essa é uma vantagem que beneficia a instituição, e não o cliente, já que no atual momento este último não consegue se valer de seu histórico de comportamento financeiro saudável para pleitear melhores oportunidades na contratação de taxas e serviços. A obrigatoriedade de compartilhamento implantada pelo Open Banking faz com que seus dados sejam seus e não da instituição e, portanto, os serviços sejam orientados aos seus interesses e não exclusivamente aos do prestador de serviço/crédito.

2. Concorrência

Com dados informados de uma instituição para outra (sempre com consentimento do cliente final) haverá possibilidade de contratar o crédito ou serviço do estabelecimento que lhe ofereça a melhor vantagem. É um benefício que vale para taxa de juro, prazos e descontos em antecipação de parcelas. Isso pode ser a diferença para viabilizar ou não um negócio, além de contribuir para a democratização dos empréstimos, incluindo instituições menores nessa concorrência. Um impulsionamento importante para o empreendedorismo do nosso país.

3. Dinamismo

Espera-se, também, que haja menos burocracia e processos mais eficientes com a entrada de novos participantes no mercado. Já pensou se a dra. Laura não precisasse esperar os seis meses de movimentação para adquirir o equipamento de sua clínica? Ela teria imediatamente contratado uma nova funcionária e aumentado seu faturamento.

4. Novas soluções

Novas tecnologias abrem novas possibilidades que antes não eram possíveis ou imagináveis. É muito provável que começaremos a ver parcerias entre bancos e fintechs, fintechs e empresas e, como consequência, a inclusão de novas soluções para PMEs, seja do ponto de vista de crédito, de taxas, de canais digitais de vendas e relacionamento com clientes. Esse ecossistema moderniza as instituições bancárias e financeiras, contribui para redução de taxas e inclusão de novos serviços. Um benefício que impactará também o médio e longo prazo.

Você acredita que essas são vantagens para o seu negócio também? O que mais você enxerga além disso?

Tem dúvidas sobre como administrar a sua pequena empresa? Assine a EXAME e tenha acesso a conteúdos semanais sobre o assunto.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também