Glitzmania inicia venda de franquias

O salão de beleza para crianças quer expandir a marca para fora de São Paulo
As primeiras franquias estão em fase de negociação e escolha de ponto com alguns interessados (.)
As primeiras franquias estão em fase de negociação e escolha de ponto com alguns interessados (.)
P
Priscila ZuiniPublicado em 10/10/2010 às 03:34.

São Paulo - De olho no mercado voltado para as crianças, o salão de cabeleireiro GlitzMania começou o processo de venda de franquias em sete cidades:  Recife, Rio de Janeiro, Curitiba, Campinas, Fortaleza, Salvador e Belo Horizonte.

Além das duas lojas próprias em São Paulo, nos shoppings Villa Lobos e Bourbon, a empresa pretende acompanhar o crescimento do segmento de beleza e lazer que, segundo levantamento da Associação Brasileira de Franchising (ABF), cresceu 16,5% no ano passado. "O mercado está crescendo bastante, antigamente este tipo de serviço nem existia. As crianças guiam esse consumo hoje. E os pais ouvem e atendem mais a elas", explica Juliana Monteiro, uma das sócias da empresa.

A ideia de abrir franquias foi formatada no começo do ano e está em fase de negociação e escolha de ponto com alguns interessados. O objetivo inicial da empresa é expandir a rede, mas preservando um contato mais próximo com os franqueados. "A intenção é começar devagar, com duas franquias até o final deste ano e mais quatro ou cinco até o ano que vem. Assim a gente pode dar uma atenção maior para cada unidade", conta Juliana.

As proprietárias garantem que irão seguir de perto principalmente a questão da mão de obra. "Um dos principais pontos é a mão de obra, que estamos sendo bem exigentes. Vamos acompanhar todo o processo desde a escolha dos funcionários até o treinamento", diz. Uma franquia da Glitzmania custa 300 mil reais.

Leia mais:
Academia para crianças My Gym cresce no Brasil