Eles faliram duas vezes e hoje faturam R$ 5 milhões

Gustavo e Suzana Dinamarco começaram a Sucos S/A em um quiosque como um plano B
 (Exame/Divulgação)
(Exame/Divulgação)
L
Luciana Lima

Publicado em 03/03/2022 às 12:16.

Última atualização em 04/03/2022 às 11:26.

Quem vê o casal Gustavo e Suzana Dinamarco não imagina que antes de criarem a Sucos S/A, franquia de alimentação natural, que faturou R$ 5 milhões em 2021, eles faliram o mesmo negócio duas vezes.

Em 2009, quando o casal abriu o embrião da Sucos S/A, um quiosque de sucos naturais em um centro comercial de Araçatuba (SP), a ideia era complementar a renda. O foco do casal, na época, estava em manter de pé outro empreendimento, uma distribuidora de alimentos.

"A distribuidora era um negócio complicado, lidamos com muitos calotes, operávamos sem capital de giro, não tínhamos processos. Era tudo na base da insistência”. E foi a insistência que fez o casal persistir com o empreendimento mesmo após falirem pela primeira vez um ano antes.

Nesse período, tiveram que recorrer a empréstimos com familiares e Suzana chegou a vender trufas para complementar a renda. Mesmo assim, a empresa não resistiu.

Por sorte, o pequeno quiosque, que começou como plano B, ia no caminho oposto. A experiência malsucedida com a distribuidora também serviu de lição.

Gustavo e Suzana descobriram que receita para não falir novamente tinha a ver com uma dor comum de muitos empreendedores: criar processos para o negócio — e ter a disciplina necessária para segui-los dia após dia.

“Criamos indicadores para gerenciar melhor nosso estoque e otimizar os processos. Padronizamos o nosso mix de produtos. Fora isso, a região em que estamos é muito quente, percebemos que a alimentação saudável era um caminho a ser explorado”.

A partir daí, resolveram focar na marca Sucos S/A. De Araçatuba foram para Birigui, expandindo para o interior de São Paulo. Em 2017, estavam com oito lojas próprias, mesclando pontos na rua, em shoppings e supermercados.

Crescimento via franquia

Porém, foi na mesma época que perceberam que a gestão estava se tornando um problema novamente. “Nós tentávamos nos revezar entre as lojas, mas estava ficando impossível acompanhar tão de perto. Então sabíamos que tínhamos dois caminhos: ou dobrávamos de tamanho ou daríamos um passo atrás com lojas próprias”.

Decididos a fazer o negócio dar certo, Gustavo e Suzana passaram um ano pesquisando o mercado de franquias e conversando com escritórios. “Percebemos que a franquia é um modo de crescer rápido e que não necessita de muito investimento próprio. Fora isso, também observamos que aquelas que tinham a figura do sócio-operador, que estava no dia a dia do negócio, também se saíam melhor”.

Como o foco eram os shoppings e grandes centros de compras, em que os espaços para os estoques são limitados, tiveram de montar um centro de distribuição. Depois de um ano formatando o negócio, em 2018, abriram a primeira loja no modelo de franquia, em Contagem (MG).

Junto com a nova loja, também lançaram um projeto piloto de um novo produto, o “monte sua salada”, no qual o cliente poderia customizar os ingredientes do prato. A aposta deu certo. “Depois de nove anos apenas com bebidas e açaí, passamos a nos posicionar como um restaurante de alimentação saudável”.

O pós-pandemia

Atualmente, a Sucos S/A conta com 11 lojas em operação e outras três em implantação. Em 2021, mesmo com a pandemia, a empresa cresceu 50%.

A aposta no delivery, que até então não era uma preocupação, foi uma das razões para o bom desempenho. “Hoje o delivery representa 20% do faturamento, cerca de 32 mil por semana”, afirma.

O plano é abrir outras 10 lojas franqueadas dentro de um ano e expandir para outras regiões como Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. “Acreditamos ter muitas oportunidades de entrada em praças de alimentação, principalmente após a pandemia, que trouxe às pessoas uma preocupação maior com saúde e bem-estar”, comenta.

Neste primeiro semestre, a Sucos S/A ainda planeja lançar o modelo de negócio Drive Thru. “A ideia é conceder a maior variedade de opções possíveis, não só nos nossos produtos, mas no formato de vendas, nos adequando com a demanda de cada cliente”, finaliza Gustavo.

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio!