A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Como a fintech Target pretende transformar caminhoneiros em investidores

Startup abre duas novas verticais de atuação com parceria com seguradora e corretora; intenção é se tornar marketplace completo para o setor logístico

A Target leva a fama de ser a fintech dos caminhoneiros. Para ganhar o título, apostou, nos últimos anos, em uma gama de serviços financeiros para a categoria, que incluem uma conta digital e até compras com cashback para motoristas que vivem nas estradas. Agora, a intenção é ir além dos serviços do dia a dia e se tornar um marketplace completo para caminhoneiros, capaz de transformar esses profissionais em investidores do mercado financeiro.

Para isso, a empresa acaba de firmar uma parceria com a corretora Órama para ofertar uma carteira de produtos financeiros que dá acesso a títulos públicos como os do Tesouro Direto, ou até mesmo fundos de investimentos. Para os que não quiserem investir, a Target também passa a oferecer remuneração de 100% do CDI para o saldo na conta digital, a exemplo do que já fazem outros players do setor, como Nubank.

Os caminhoneiros também recebem assessoria personalizada de consultores da Órama, que vão orientá-los com base nos questionários que detalham o perfil do investidor.

Segundo William Rego, presidente da Target, a intenção é entrar de vez na educação financeira e, ao mesmo tempo, ser capaz de oferecer à categoria o serviço mais completo em meio a um cenário competitivo como o encarado pelas fintechs do país. “Queremos ter todas as soluções para todos os envolvidos nessa cadeia logística: dos caminhoneiros às redes de combustíveis. E nosso modo de chegar a isso será com a inovação”, diz.

A tentativa da Target é também estar inserida de vez em um contexto em que fintechs precisam diversificar cada vez mais seus produtos e serviços. No rol de empresas que ampliaram suas carteiras para além da zona de conforto está até mesmo o Nubank, que recentemente passou a oferecer transferências internacionais.

A meta com o novo produto é ambiciosa. A empresa espera ter ao menos 5.000 caminhoneiros autônomos investindo nos produtos financeiros já nos próximos meses. Hoje, a base total da Target é de 100.000 clientes, entre caminhoneiros, empresas e postos de combustíveis.

A exemplo do que é feito por outras fintechs, a palavra-chave da Target é também a digitalização. Antes dos investimentos, a Target já oferecia cartões de débito e uma conta digital controlada por um aplicativo que permite ao caminhoneiro o controle completo de todas as transações que acontecem dentro e fora das estradas.

Por lá, a Target reúne comprovantes de pagamento de contratos e certificações do pagamento de impostos, por exemplo. A conta também tem opção de cashback nas bombas, o que permite um maior controle dos postos e das transportadoras, que podem negociar melhores preços de acordo com o volume de combustível consumido pela sua frota.

Há 4 meses, a fintech lançou a opção de crédito pessoal sem garantia para caminhoneiros. Segundo a empresa, era uma das principais demandas da categoria —  ainda pouco bancarizada e opera com instrumentos financeiros informais, como a carta-frete. As linhas vão de 1.000 a 30.000 reais, com taxas mensais que ficam em torno de 1,9%. Desde o lançamento, a Target já movimentou cerca de 4 milhões de reais em empréstimos pessoais.

De todos os novos produtos lançados agora pela Target, a estrela da vez é a previdência privada.  A justificativa, segundo Rego, é a de que os caminhoneiros costumam adiar a aposentadoria para manter sua renda. “Queremos ajudar o caminhoneiro a lidar melhor com a sua renda, seja investindo no curto prazo, ou planejando sua aposentadoria, para o futuro”, diz Rego.

Como complemento ao empréstimo pessoal, a empresa também vai lançar a opção de antecipação de recebíveis para as empresas do setor.

Nova vertical

Em um movimento similar ao que tem sido adotado pela também fintech Creditas, a Target agora dá os primeiros passos no setor de seguros.

Ainda apostando na diversificação do novo marketplace, a Target também passará a oferecer seguros de vida, odontológicos, de saúde e de veículos para os caminhoneiros. Os novos produtos são fruto de uma parceria com a Pan Corretora. “Os produtos foram pensados nas necessidades específicas do caminhoneiro, levando em conta que ele não tem renda fixa, está sempre em deslocamento, nas estradas, longe da família, se arriscando para levar o sustento para casa”.

Os valores para o serviço de assistência de saúde e odontológica variam de R$ 19,90 a R$ 49,90 e incluem serviços como atendimento imediato via telemedicina, descontos em medicamentos, exames e consultas presenciais, além de uma rede com mais de 24 mil médicos espalhados por todo o país, explica a empresa.

“Um seguro representa não só uma tranquilidade a mais para o caminhoneiro, mas pode ser visto como vantagem competitiva por empresas contratantes, que muitas vezes dão preferência a veículos segurados ou a um motorista que possui um seguro de vida, por exemplo”.

Apesar da oferta de produtos pessoais, Rego acredita que o grande motor do novo setor de seguros, para a Target, será o seguro para caminhões. “Entendemos que uma das principais dores desses profissionais está justamente nos preços exorbitantes para os seguros do veículo, visto que a maioria dos caminhões já são um pouco mais antigos e acabaram gerando certa dor de cabeça na hora de contratação de um seguro”, diz. Para o seguro da Target, não há limite de idade para o caminhão.

Em um futuro próximo, a Target quer também incluir no ecossistema, além dos postos de combustíveis, todo o comércio no entorno dos postos, como oficinas mecânicas, restaurantes e hotéis.

Ainda em 2021, a empresa também fará uma parceria com a Norsul, maior companhia de navegação em tamanho e quantidade de embarcações, que por sua vez quer ampliar a sua atuação no transporte rodoviário de cargas.

Com todos os lançamentos, a Target espera encerrar o ano com uma base de clientes duas vezes maior, além de movimentar 3 bilhões de reais em cargas, frente ao 1,6 bilhão movimentado em 2020.

Saiba o que acontece nos bastidores das principais startups do país. Assine a EXAME.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também