BTG Pactual busca startups para programa de potencialização do boostLAB

Banco de investimentos procura empresas que trabalhem em áreas como finanças, imóveis, educação e big data

O banco de investimentos BTG Pactual (do mesmo grupo controlador da EXAME) está com inscrições abertas para sua sexta edição do programa de potencialização de startups scale-ups. O programa conta com a parceria da ACE, empresa brasileira especializada em inovação. As inscrições vão até o dia 17 de julho.

Segundo Frederico Pompeu, sócio do BTG responsável pelo boostLAB, nesta edição do programa, os sócios estarão atentos a empresas com soluções relacionadas ao open banking, devido ao avanço da implementação desse modelo no Brasil.

Além do open banking, o programa busca soluções nas áreas de finanças, aprendizado de máquina, inteligência artificial, mercado imobiliário, big data, direito, seguros, blockchain e educação.

Para participar, as empresas precisam ter ao menos dois sócios com dedicação exclusiva, produto pronto, tração e vendas recorrentes para resolver problemas reais, de forma escalável.

Ao todo, serão escolhidas de cinco a dez empresas para seguir durante o programa no segundo semestre. Na quinta edição, 335 empresas se inscreveram. Entre as que já passaram pelo boostLAB, estão Nexoos, Omie e Rock Content.

As startups escolhidas, além da mentoria dos sócios do banco e de executivos parceiros, poderão fechar parcerias com o BTG e as demais empresas do seu ecossistema. No total, os benefícios podem chegar a 300.000 reais.

O boostLAB foi criado em 2018 pelo banco para ser um hub de tecnologia que potencializasse o crescimento de empresas de inovação. Nos últimos dois anos, o programa foi premiado pela revista Global Finance como um dos melhores laboratórios de inovação financeira do mundo.

“Estamos cada vez mais satisfeitos com os resultados do boostLAB, que também se consolidou como o hub de negócios do BTG Pactual para o ecossistema tech”, diz Pompeu.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.