As lições do Mercado Livre para empreender com sucesso

Marcos Galperín, fundador do Mercado Livre, falou a empreendedores durante o 5º Curso Exame PME

São Paulo – Ele ajudou a criar a maior empresa de comércio eletrônico da América Latina. Tem 13 escritórios, 2,5 mil funcionários e volume de vendas de mais de 7,3 bilhões de dólares. Este é o resumo da trajetória de Marcos Galperín, fundador do Mercado Livre. Galperín abriu a quinta edição do Curso Exame PME, que acontece hoje e amanhã, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo.

Desde a criação do site, em 1999, o Mercado Livre deu uma grande guinada em sua forma de operar. Começou como um site de leilões, de produtos usados, com transações entre pessoas físicas. “Hoje 95% dos itens são vendidos a preço fixo e 80% são produtos novos. Foi um grande pivô que fizemos. A maioria era pessoa física, hoje a maioria é pequena e média empresa. E tivemos casos de grandes empresas, como o Netshoes, que começou vendendo pelo Mercado Livre”, conta.

Mais do que uma plataforma, a empresa foi criando produtos para facilitar a vida de quem vende online. Meios de pagamento, facilidades de logística e lojas virtuais fazem parte dessas ferramentas. “Não somos mais um site. Somos um ecossistema que ajuda as pessoas a fazerem comércio eletrônico”, diz.

Com mais de 100 milhões usuários, a empresa cresce de 20% a 30% ao ano. “Temos mais de 100 milhões de usuários cadastrados, mais de 20 milhões de produtos, e mais de 150 mil pessoas vivem ou tem quase toda sua renda fazendo vendas em nosso site”, diz.

O segredo para chegar a este patamar? Não ter medo de correr riscos. “O meu primeiro conselho é assumir riscos. Se você quer fazer diferente e agregar valor, tem que se sentir cômodo pensando que muitas vezes isso pode não funcionar”, ensina Galperín.

Pensar no longo prazo e não empreender só por retorno financeiro são atitudes esperadas de empreendedores que querem ter sucesso. “É muito importante pensar no longo prazo. Pensar em empreender só para ter retorno financeiro não é uma boa forma de ter êxito. É muito difícil fazer uma empresa e, se você só se motiva pelo retorno financeiro, dificilmente vai ter a paciência e perseverança para ter sucesso”, ensina.

Com um time bem capacitado e olhando na mesma direção, é mais fácil oferecer algo diferente ao mercado. “Tente sempre fazer diferente do que a maioria das pessoas está fazendo. Tem que ir na contramão e sentir-se cômodo com isso. Mesmo que todo mundo pense que você está equivocado”, aconselha. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.