A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Aos 19, ela criou uma startup que conquistou Magalu, iFood e Rappi

Deborah Folloni é fundadora da Chiligum, startup de publicidade usada por grandes empresas e, mais recentemente, adquirida pelo gigante do setor Vidmob

A startup brasileira Chiligum surgiu da ideia de que era preciso encurtar uma jornada cheia de processos para empresas que lidam com anúncios publicitários. Assim, a proposta da adtech é automatizar a criação de vídeos, banners, imagens e todo tipo de aparato publicitário, tornando mais rápida a criação e publicação de conteúdos.

Aprenda as técnicas de inovação utilizadas pelas maiores e mais lucrativas startups. Comece agora!

A ajuda também está em desafogar as rotinas dos profissionais de marketing, deixando-os responsáveis apenas pela parte criativa do trabalho e abandonando a parte operacional da coisa toda. Na prática, o que a Chiligum faz é oferecer uma plataforma onde peças publicitárias podem ser montadas e automaticamente adaptadas quanto ao seu formato. Ao final do processo, um profissional de marketing criou anúncios personalizados e em múltiplos formatos, de fotos a peças para stories, do Instagram.

Por trás da solução criativa está Deborah Folloni, uma jovem acostumada a trabalhar com arte digital e, com um pouco de coragem e ousadia, decidiu unir o conhecimento criativo à tecnologia. “Trabalhei sempre como designer, o que me fez entender as dores de quem está do outro lado da mesa. O desejo sempre foi trazer tecnologia à rotina dos criadores de artes e designers como eu”, diz.

A Chiligum foi fundada em 2015, como uma agência conduzida por Folloni de maneira autônoma e que começou trabalhando apenas com produção de vídeos. Seis anos depois, a startup, já com viés tecnológico, expandiu as automações para outros formatos digitais e tem grandes clientes como Magazine Luiza, iFood e Rappi. Para esses grandes anunciantes com estoques gigantescos e dinâmicos, a agilidade nos anúncios é um incremento a mais em busca de resultados.

Não foram apenas essas três empresas as interessadas no que Deborah criou. Recentemente, a Chiligum foi adquirida pela Vidmob, uma plataforma de inteligência criativa que busca trazer melhores resultados para campanhas de empresas. Com a aquisição, a solução da Chiligum será integrada à plataforma VidMob, que funciona em todos os continentes.

A Vidmob é líder de mercado global na área, com clientes no Brasil marcas como Diageo, Itaú, Ambev, Flora, Colgate, Localiza e Dorflex. “Conversamos com várias startups, de diferentes países e continentes. E, sem dúvida, a Chiligum trouxe o maior diferencial para o que buscamos alcançar a longo prazo”, diz Miguel Caeiro, diretor da Vidmob para a América Latina.

A compra é a primeira da história da Vidmob, e vem poucos meses depois de a empresa ter recebido um cheque de 270 milhões de reais em uma rodada série C que envolveu a Adobe e a Shuttershock.

Em 2020, a startup registrou um faturamento 130% maior em relação ao ano anterior. Já o número de colaboradores praticamente triplicou, de dez para 30 pessoas. Agora, a empresa está prestes a alcançar a marca de 8 milhões de anúncios criados nos últimos três anos.

A união com a Vidmob deve ajudar a Chiligum a manter o ritmo de crescimento visto em 2020, ou até mesmo aumentar. Além da chegada aos Estados Unidos, Europa e Ásia, a expectativa da startup brasileira é também ganhar relevância no mercado latino-americano — que para a Vidmob se multiplica ano a ano.

Saiba o que acontece nos bastidores das principais startups do país. Assine a EXAME.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também