• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Perspectivas 2021: para diretor da ABCripto, DeFi será destaque no próximo ano

Safiri Felix analisa futuro do mercado de criptoativos e aponta projetos de finanças descentralizadas como possível destaque do setor em 2021
 (Getty Images/Divulgação)
(Getty Images/Divulgação)
Por Gabriel RubinsteinnPublicado em 27/12/2020 14:06 | Última atualização em 23/12/2020 15:36Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O especial "Perspectivas 2021" traz desta vez um bate-papo sobre o mercado de criptoativos com Safiri Felix, diretor-executivo da Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto). Safiri é economista e atua no setor há mais de sete anos e já fez parte de grandes empresas do mercado cripto e blockchain, como a ConsenSys.

Na entrevista, Safiri diz que as expectativas para o próximo ano são "as melhores possíveis", aponta a possível aprovação de um ETF negociado nos Estados Unidos como a melhor notícia para os criptoativos e também dá palpites e opiniões sobre o bitcoin e o mercado como um todo.

Confira a entrevista:

Future of Money: Qual é sua perspectiva para o mercado cripto em 2021?
Safiri Félix:
As melhores possíveis. Otimista não só com relação ao potencial de valorização do bitcoin e ether, impulsionados pelo crescimento da adoção, progresso regulatório e continuidade do fluxo de novos investidores.

FoM: Qual será a altcoin de maior destaque em 2021? Por quê?
SF:
O tão esperando lançamento do ETH 2.0 e o modelo de PoS (Proof-of-Stake) coloca a rede Ethereum em um novo patamar, com a perspectiva de atração de cada vez mais capital e criação de novos casos de uso.

FoM: Qual a melhor notícia que pode surgir para o bitcoin e para as criptos de modo geral em 2021?
SF:
Aprovação do primeiro ETF negociado nos EUA.

FoM: Qual a pior notícia que pode surgir para o bitcoin e para as criptos de modo geral em 2021?
SF:
Problemas relacionados ao Tether (USDT) que tragam limitações sérias para negociação nas principais corretoras globais.

FoM: Qual aplicação em blockchain se tornará mais popular no ano que vem?
SF:
DeFi. As aplicações de finanças descentralizadas já foram destaque em 2020, e tem tudo tudo para seguir crescendo com novas aplicações e aumento da demanda, especialmente nos produtos de crédito colaterizado.

FoM: Qual startup blockchain brasileira tem maior potencial de inovação e impacto no mercado para 2021?
SF:
Rispar. A solução de crédito usando depósitos de bitcoin como garantia é bastante interessante.

FoM: O que passou despercebido para a maioria no mercado cripto em 2020?
SF: 
O equivoco da maior parte dos novos investidores em criptoativos em pulverizar seus recursos em altcoins ao invés de concentrarem os aportes em bitcoin. Isso denota uma baixa compreensão sobre o conceito de escassez digital programada, a base fundamental da tese de investimento em criptoativos.

FoM: Qual será o preço do bitcoin em dezembro de 2021?
SF:
200 mil reais.

A série de entrevistas "Perspectivas 2021", publicada pelo Future of Money, da EXAME, pretende mostrar as opiniões de nomes relevantes do mercado, do Brasil e de outros países, para ajudar a traçar um panorama sobre o que esperar do mercado de criptoativos no ano que vem. Para ver todas as entrevistas já publicadas, clique aqui.