Walmart vende operações na Argentina para varejista local

Com 25 anos de atuação no país, a empresa americana não revelou o valor da operação de venda para o Grupo de Narváez

O Walmart disse nesta sexta-feira que venderá suas operações de varejo na Argentina para o Grupo de Narváez, conforme o país luta para sair de uma crise econômica.

A empresa americana não revelou o valor da operação no país, onde tem mais de 90 lojas, mas disse que o desinvestimento causará perda não monetária de cerca de 1 bilhão de dólares após impostos em seu terceiro trimestre fiscal no próximo ano.

Que tal viajar mais no mundo pós-pandemia? Conheça o curso de liberdade financeira da EXAME Academy

A Argentina, mergulhada na crise econômica desde 2018, tem sido um mercado difícil para as empresas nos últimos anos. O país está caminhando para uma recessão de quase 12% este ano, diante da pandemia de coronavírus, no que deve ser o terceiro ano consecutivo de retração econômica.

O Walmart Argentina começou a operar em 1995 e atualmente tem cerca de 9.000 funcionários em 92 lojas, incluindo as redes Changomas e Punto Mayorista.

Com a aquisição, o Grupo de Narváez, de propriedade familiar, terá 656 lojas em nove países, incluindo supermercados e lojas de roupas e eletrodomésticos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.