Volkswagen suspende produção no Brasil por causa da pandemia

As fábricas de São Bernardo do Campo, Taubaté, São Carlos e São José dos Pinhais estarão sem atividade até dia 4 de abril

A Volkswagen comunicou, nesta sexta-feira, a suspensão de atividades relacionadas à produção de todas as suas unidades no país, nos estados de São Paulo e Paraná. A medida começa a valer a partir do dia 24 de março, por 12 dias corridos (até dia 4 de abril).

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor

Em nota, a companhia afirma que o aumento de ocupação de leitos de UTI, gerado pelo agravamento da pandemia, foi o fator responsável pela medida. Durante o período, serão mantidas só atividades essenciais.

Ainda segundo a comunicação oficial, a ação foi tomada em conjunto com os sindicatos locais.

Essa não é a primeira vez que a montadora paralisa as atividades no Brasil. Em 2020, as fábricas paralisaram as atividades no dia 23 de março e voltaram em junho, também por causa do avanço da covid-19. No último ano, Toyota, Mercedes-Benz e Honda também suspenderam as atividades ao decretar férias coletivas em razão da pandemia.

"Vamos começar de uma forma muito planejada, com distanciamento recomendado entre as pessoas e seguindo todas as boas práticas de limpeza e higiene. Estamos levando as orientações aos nossos empregados de forma didática e por meio de vídeos, porque será uma experiência inédita para todos e o entendimento de todas as regras será fundamental para nos acostumarmos rapidamente a esta nova realidade", afirmou, na época, Pablo Di Si, CEO e presidente da Volkswagen para a América Latina.

No ano passado, Di Si afirmou que os investimentos da empresa estavam congelados e que esperava que o governo revisse os prazos dos marcos regulatórios do setor.

No Brasil, a Volkswagen tem 15.000 empregados, distribuídos em quatro fábricas, um centro de peças em Vinhedo, no interior paulista, e escritórios regionais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.