Negócios

Vivendi apela contra exigência de regulador por redução de fatias

Segundo fontes, a Vivendi apelou contra a decisão do regulador italiano Agcom de exigir a redução de ações na Telecom Italia ou na Mediaset

Vivendi: o órgão pediu que a Vivendi apresente um "plano de ação específico" num prazo de 60 dias (Gonzalo Fuentes/Reuters)

Vivendi: o órgão pediu que a Vivendi apresente um "plano de ação específico" num prazo de 60 dias (Gonzalo Fuentes/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 19 de junho de 2017 às 15h01.

Última atualização em 19 de junho de 2017 às 15h02.

Milão - A Vivendi apelou contra a decisão de um regulador italiano que exige que o grupo de mídia francês reduza suas ações na Telecom Italia ou na Mediaset, disse uma fonte próxima ao assunto nesta segunda-feira.

O regulador italiano de comunicações Agcom disse em abril que as participações da Vivendi violam regras de prevenção de concentração de poder nas telecomunicações e no setor de mídia do país. O órgão pediu que a Vivendi apresente um "plano de ação específico" num prazo de 60 dias, que acaba esta semana.

A Vivendi é a maior acionista individual na Telecom Italia, com 24 por cento, e recentemente adquiriu 28,8 por cento da Mediaset, maior emissora privada da Itália.

Fontes disseram à Reuters este mês que a Vivendi planeja reduzir seus direitos de voto na Mediaset para menos de 10 por cento dependendo do resultado de sua apelação.

Acompanhe tudo sobre:AçõesEmpresasTelecom ItaliaVivendi

Mais de Negócios

'Jurassic Park' brasileiro anuncia novos parques depois de crescer 893% em 2023

Das dívidas aos bilhões: como a Marvel fugiu do colapso com uma estratégia financeira que mudou tudo

A estratégia financeira que mudou o jogo: como a Nintendo fugiu da falência com apenas uma tática?

Em 20 anos, os brasileiros economizaram R$ 110 bilhões ao abastecer com etanol

Mais na Exame