Vendas de veículos sobem 20,7% em agosto ante agosto de 2021, mostra Fenabrave

Resultado engloba carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus
Desde dezembro de 2020, quando foram vendidos 244 mil veículos no País (Graham Crouch/Bloomberg/Getty Images)
Desde dezembro de 2020, quando foram vendidos 244 mil veículos no País (Graham Crouch/Bloomberg/Getty Images)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 02/09/2022 às 12:56.

No maior volume dos últimos 20 meses, as vendas de veículos terminaram agosto com crescimento de 20,7% em relação ao mesmo período do ano passado, com um total de 208,5 mil unidades emplacadas. O resultado, que engloba carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus, foi divulgado nesta sexta-feira pela Fenabrave, a associação que representa as concessionárias. Na margem - ou seja, de julho para agosto -, houve alta de 14,6%, o que reduz a queda do mercado no acumulado desde o primeiro dia do ano para 8%.

Na avaliação do presidente da Fenabrave, José Maurício Andreta Jr., o resultado consolida a tendência de recuperação do mercado. Segundo ele, a escassez de peças nas linhas de montagem já não é mais tão limitante quanto no início do ano, permitindo maior equilíbrio entre oferta e demanda.

"A crise de abastecimento arrefeceu um pouco e já não impede que o consumidor encontre o modelo desejado, salvo alguns casos pontuais. Os números refletem esse cenário", comenta o executivo.

Desde dezembro de 2020, quando foram vendidos 244 mil veículos no País, não se via número tão alto num único mês. Com mais carros à disposição do mercado, a média diária de vendas, que girou entre 8,5 mil e 8,7 mil entre maio e julho, passou pela primeira vez neste ano de 9 mil unidades.

Além da melhora na oferta de produtos, com menor frequência de paradas de produção nas montadoras, o desempenho segue o corte, ampliado no mês passado para 24,75%, das alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos automóveis.

Só no segmento de carros de passeio e utilitários leves, como picapes e vans, as vendas tiveram em agosto alta de 22,5% no comparativo interanual e de 14,8% frente a julho. Foram vendidas 194,1 mil unidades nesse segmento durante o mês passado.

Na disputa entre as marcas, a Fiat lidera as vendas no acumulado do ano, com participação de mercado de 22%. Na sequência, aparecem General Motors (14,4%), Volkswagen (12,9%) e Toyota (10 1%).

No mercado de caminhões, as vendas, de 12,3 mil unidades no mês passado, caíram 2,8% no comparativo interanual. Frente a julho, as entregas de caminhões tiveram alta de 8,6%.

Já as vendas de ônibus avançaram nos dois comparativos: 26,2% frente a igual período do ano passado e 31,3% em relação a julho totalizando 2 mil unidades no mês passado.

Veja também: 

Da Bahia para os EUA: Caffeine Army quer conquistar o mercado de energizantes

Conheça a empresa catarinense que cresceu mais de 500% na pandemia