Vendas da Arcos Dorados melhoram aos poucos com ajuda do Big Mac

As receitas reportadas diminuíram 44,4%, mas houve melhora progressiva durante o trimestre, fechando o período com receitas de US$ 192,4 milhões

A divisão Brasil da Arcos Dorados, maior franquia independente do McDonald’s do mundo, registrou um Ebitda positivo no terceiro trimestre de 2020 de 21,5 milhões de dólares, revertendo as perdas de  7,1 milhões de dólares registradas no período anterior.

O mundo segue mudando. Siga em evolução com a EXAME Academy 

As receitas reportadas diminuíram 44,4%, devido ao ambiente operacional desafiador em meio à pandemia, além da desvalorização média de 26% ano a ano do real brasileiro em relação ao dólar americano.

Mas, houve melhora progressiva durante o trimestre, partindo de menos 39,1% em junho para menos 14,5% em setembro, fechando o período com receitas de 192,4 milhões de dólares.

"Revertemos o resultado com muito trabalho do nosso time, com a superioridade da nossa marca e de nossos produtos e o retorno dos nossos consumidores", diz Marcelo Rabach, presidente da Arcos Dorados

Segundo a empresa, o resultado está ancorado nas bases sólidas da empresa no país, como uma marca forte e produtos desejados, uma experiência segura, inovadora e conveniente, além de uma gestão eficaz e focada em impactar positivamente a sociedade e o meio ambiente.

“A agilidade e a eficiência em buscar maneiras de reverter o cenário desafiador deste ano vêm sendo decisivas para nossa rápida recuperação no país. Inovações digitais como a criação do Méqui Zap e a introdução da funcionalidade McSem Fila em nosso aplicativo foram respostas às necessidades e desejos de nossos clientes e ajudaram a impulsionar as vendas, assim como a oferta inédita do nosso molho especial do Big Mac para consumo em casa", diz Rabach.

O Big Mac foi de fato importante no período. Segundo o relatório, as atividades de marketing do terceiro trimestre se concentraram em celebrar o sanduíche, que recebeu forte resposta do consumidor com anúncios promocionais e itens que duram apenas dez dias em comparação com o plano original de seis semanas.

Durante o trimestre, a companhia continuou se apoiando na sua plataforma denominada 3Ds — Drive-Thru, Delivery e Digital, fortalecendo-a como um grande diferencial estratégico. O drive-thru, beneficiado pelas 460 unidades com esse segmento em todo o país — que representa três vezes a quantidade do concorrente mais próximo —, cresceu 52% em moeda constante em relação ao ano anterior.

Assim como em outros segmentos, o e-commerce cresceu. As vendas digitais aumentaram de maneira significativa ante 2019, representando 46% das vendas totais do sistema no país. O delivery continuou se mostrando o grande propulsor de vendas, crescendo cerca de 22% em comparação ao segundo trimestre de 2020, em moeda constante e, 147% em relação ao mesmo período do ano anterior, apesar da alta base já instalada. O tempo de espera da entrega também diminuiu significativamente, aumentando o nível de satisfação dos clientes.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.