Vale negocia venda de ativos com asiáticas, dizem fontes

A Vale está negociando com mineradoras da Ásia a venda de uma participação minoritária em seus ativos de minério de ferro no Brasil, dizem fontes

A Vale está negociando com empresas mineradoras da Ásia a venda de uma participação minoritária em seus ativos de minério de ferro no Brasil, que poderiam atingir US$ 7 bilhões, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

A maior produtora de minério de ferro do mundo também deve considerar “acordos de streaming”, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque as discussões são privadas. Nenhum negócio foi fechado e as negociações podem não resultar em acordo, disseram as pessoas.

A Vale, que tem sede no Rio de Janeiro, se junta assim a empresas como Freeport-McMoRan, Glencore e Anglo American, que tentam pagar suas dívidas por meio de venda de ativos. O presidente Murilo Ferreira levantou a perspectiva de vender parte dos ativos mais valiosos da empresa em fevereiro depois que a Vale divulgou seu primeiro ano de prejuízos desde 1997. A mineradora informou que deseja captar cerca de US$ 10 bilhões até o ano que vem.

Um representante da Vale preferiu não comentar.

A Vale manteve conversas iniciais com executivos de bancos a respeito da venda de alguns ativos, incluindo a totalidade ou parte de sua divisão de fertilizantes e participações em suas operações brasileiras de cobre, disseram pessoas familiarizadas com o assunto no mês passado. A empresa também discutiu a colocação de mais ‘streams’ de metais preciosos em suas minas, disseram elas.

A Samarco, joint venture brasileira de mineração da Vale com a BHP Billiton, está avaliando formas de reestruturar cerca de US$ 1,6 bilhão em empréstimos meses após o acidente fatal que interrompeu a produção e prejudicou o fluxo de caixa da empresa, disseram pessoas informadas sobre o assunto nesta segunda-feira.

As ações da Vale subiram US$ 0,04, para US$ 4,46, nas negociações em Nova York, na sexta-feira. Os papéis tiveram uma valorização de 36 por cento neste ano.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.