Usiminas tem lucro menor, mas acima do esperado no quarto trimestre

Analistas, em média, estimavam lucro líquido de cerca de 52 milhões de reais para a Usiminas no quarto trimestre, segundo dados da Refinitiv

São Paulo — A produtora de aço plano Usiminas divulgou nesta sexta-feira (14), lucro líquido acima do esperado, apoiada em recorde nas vendas de minério de ferro, enquanto o resultado de siderurgia veio fraco.

A companhia teve lucro líquido de 268 milhões de reais para o período de outubro a dezembro do ano passado, revertendo resultado negativo de 139 milhões de reais sofrido no terceiro trimestre, mas o número é 33% menor que o desempenho apresentado um ano antes.

Analistas, em média, estimavam lucro líquido de cerca de 52 milhões de reais para a Usiminas no quarto trimestre, segundo dados da Refinitiv.

A companhia informou que estima para 2020 investimento de 1 bilhão de reais, alta de cerca de 45% sobre o aplicado em 2019 e mais que o dobro em relação aos 463 milhões de 2018, em meio aos preparativos da empresa para reforma geral de alto forno em Ipatinga (MG) e sinais de retomada da economia.

O desempenho operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) no quarto trimestre subiu 22% sem ajustes, para 447 milhões de reais. A expectativa de analistas era de 387 milhões.

Com ajustes, a linha marcou uma queda de 44% sobre o quarto trimestre do ano passado, para 468 milhões de reais.

A Usiminas teve queda de 2% nas vendas de aço nos três últimos meses do ano passado nas comparações trimestral e anual e a margem Ebitda ajustada da operação caiu de 25,1% reportados no quarto trimestre de 2018 para 6% nos três últimos meses do ano passado.

Mas as vendas de minério de ferro saltaram 65% sobre o quarto trimestre de 2018 e subiram 2% ante terceiro trimestre do ano passado, para 2,5 milhões de toneladas. A margem ajustada no segmento foi de 36,4% ante 12% na comparação anual.

O custo dos produtos vendidos, porém, subiu 17% sobre o quarto trimestre de 2018, para 3,58 bilhões de reais, avançando 6% sobre o terceiro trimestre do ano passado.

A companhia reportou resultado financeiro positivo de 154,4 milhões de reais no quarto trimestre, abaixo dos 637,8 milhões de um ano antes.

O indicador dívida líquida sobre Ebitda encerrou o ano em 1,6 vez, estável em relação a 2018 e abaixo do nível de 1,7 vez do terceiro trimestre.

A estimativa da companhia para as despesas financeiras líquidas neste ano é de 272 milhões de reais, após 946,7 milhões em 2019.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.