Negócios

United Airlines deixará de usar aeroporto JFK de Nova York

A companhia aérea americana anunciou que vai deixar de usar o aeroporto JFK de Nova York a partir de 25 de outubro

Aviões da United Airlines: voos intercontinentais com origem e destino no JFK seguirão para o aeroporto de Newark (John G. Mabanglo/AFP)

Aviões da United Airlines: voos intercontinentais com origem e destino no JFK seguirão para o aeroporto de Newark (John G. Mabanglo/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 16 de junho de 2015 às 21h51.

Nova York - A companhia aérea americana United Airlines (UAL), de propriedade da United Continental Holdings, anunciou nesta terça-feira que vai deixar de usar o aeroporto JFK de Nova York.

A decisão se tornará efetiva em 25 de outubro, acrescentou a empresa em um comunicado.

A partir de então, os voos intercontinentais da UAL com origem e destino no JFK seguirão para o aeroporto de Newark, o Liberty International, no estado vizinho de Nova Jersey.

A United explicou que seus 17 voos de ida e volta entre Nova York e San Francisco e as 15 conexões entre Nova York e Los Angeles também serão desviadas para Newark.

Os locais que a United deixarão vagos no JFK serão comprados pela Delta Air Lines e, em troca, a UAL vai adquirir os da Delta em Newark. As transações ainda precisam ser aprovadas pelas autoridades de regulamentação, acrescentou a UAL.

Embora vá deixar o JFK, a United manterá sua presença na cidade de Nova York porque preservará os lugares que ocupa no aeroporto de La Guardia, no norte de Manhattan.

Acompanhe tudo sobre:AeroportosAviaçãocompanhias-aereasMetrópoles globaisNova YorkSetor de transporteTransportesUnited Airlines

Mais de Negócios

De entregadores a donos de fábrica: irmãos faturam R$ 3 milhões com pão de queijo mineiro

Como um adolescente de 17 anos transformou um empréstimo de US$ 1 mil em uma franquia bilionária

Um acordo de R$ 110 milhões em Bauru: sócios da Ikatec compram participação em empresa de tecnologia

Por que uma rede de ursinho de pelúcia decidiu investir R$ 100 milhões num hotel temático em Gramado

Mais na Exame