Toshiba suspende plano de dividir grupo em duas empresas

A empresa anunciou em comunicado nesta quinta-feira que sua administração manterá discussões com fundos de investimento privado e outros potenciais investidores sobre possíveis ofertas
Toshiba: A decisão ocorre após os acionistas terem votado no final de março, em decisão não vinculante, contra a proposta da administração de dividir a empresa em duas (AFP/AFP)
Toshiba: A decisão ocorre após os acionistas terem votado no final de março, em decisão não vinculante, contra a proposta da administração de dividir a empresa em duas (AFP/AFP)
A
AFPPublicado em 08/04/2022 às 14:53.

O conglomerado japonês Toshiba disse que está suspendendo seu plano de dividir o grupo em duas empresas, após a rejeição dos acionistas no mês passado, e avalia a possibilidade de uma venda.

A empresa anunciou em comunicado nesta quinta-feira que sua administração manterá discussões com fundos de investimento privado e outros potenciais investidores sobre possíveis ofertas.

Um novo comitê especial também "identificará qual oferta de privatização é melhor para nossa base diversificada de acionistas" e apresentará um relatório na assembleia anual de acionistas, agendada para junho.

A decisão ocorre após os acionistas terem votado no final de março, em decisão não vinculante, contra a proposta da administração de dividir a empresa em duas.

Outrora um símbolo do poder tecnológico e empresarial do Japão, a Toshiba esteve envolvida em vários escândalos, problemas financeiros e demissões de alto nível nos últimos anos.

Vários grandes acionistas disseram naquela votação que a cisão da Toshiba agravaria os problemas de governança do grupo ao criar mais empregos administrativos e apoiaram a venda para um investidor privado.