Negócios

South Summit Brazil 2023: conheça a agenda ESG do evento que começa nesta quarta

Medição e compensação de carbono e gestão de resíduos estão entre as ações do evento em prol do meio ambiente

Cais Mauá, em Porto Alegre, onde será realizado o South Summit Brazil 2023: transparência sobre o volume de resíduos gerado por dia de evento — e o aproveitamento dos materiais descartados (South Summit/Divulgação)

Cais Mauá, em Porto Alegre, onde será realizado o South Summit Brazil 2023: transparência sobre o volume de resíduos gerado por dia de evento — e o aproveitamento dos materiais descartados (South Summit/Divulgação)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 25 de março de 2023 às 17h31.

Marcado para os dias 29, 30 e 31 de março, no Cais Mauá, em Porto Alegre, o South Summit Brazil 2023 reforça a pauta de ESG como um pilar chave e transversal presente em seu DNA desde sua criação.

Todo planejamento e toda operação do evento serão guiados pelo Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa em âmbito mundial, do qual o South Summit é membro.

“O South Summit Brazil é um evento genuinamente de negócios, mas também indiscutivelmente tem um compromisso com o tema do impacto. Essa postura perpassa o evento te maneira transversal. Da produção até a desprodução, passando de maneira contundente pelo conteúdo que propõe permanentemente uma reflexão e um olhar para o futuro. Na edição de deste ano, estamos trabalhando sob o conceito "Shape the Future", que justamente estimula a reflexão de que sim é fundamental desenvolver negócios, promover conexões e gerar oportunidades, porém devemos fazer isso sempre com a perspectiva do legado que deixaremos para as próximas gerações e para o nosso planeta”, diz Thiago Ribeiro, CEO do South Summit Brazil.

"Quem for ao South Summit Brazil verá uma mobilização muito grande de vários setores da sociedade gaúcha para fortalecer a cultura da inovação no Rio Grande do Sul. A inovação toca a vida das pessoas e tem um poder enorme de transformação. O evento é uma oportunidade ímpar de presenciar a união do nosso ecossistema de inovação ao ecossistema europeu, acelerando empreendimentos e ampliando a visibilidade e o networking internacional. O South Summit Brazil alavanca o nosso futuro", afirma o governador Eduardo Leite.

Quais medidas serão tomadas

Entre as ações previstas para 2023 está a gestão dos resíduos gerados pelo evento, que será operacionalizada pela Trashin, startup gaúcha que promove a economia circular por meio da gestão de resíduos e de programas de logística reversa.

Para isso, serão distribuídas estrategicamente por todo o espaço do evento cerca de 200 lixeiras feitas de material reciclável, tanto para o descarte de recicláveis quanto para os rejeitos orgânicos.

Após a coleta, os materiais recolhidos serão encaminhados para o laboratório de gestão de resíduos da startup, localizado no bairro Humaitá da capital gaúcha, onde serão separados e destinados corretamente, ativando assim a cadeia de reciclagem.

Além disso, para dar total transparência aos dados, a empresa vai produzir um relatório informando o volume de resíduos gerado por dia e os valores do aproveitamento dos materiais descartados no evento.

“A edição deste ano do South Summit dará um show de sustentabilidade. Da parte da Trashin, podemos garantir que a gestão de resíduos do evento será executada com cuidado e atenção. Além de potencializar o descarte correto dos resíduos por meio de uma sinalização inovadora, temos como objetivo engajar os visitantes na mudança da rotina de suas empresas. Muitas vezes, pensamos que quando descartamos um material, chegamos ao fim do seu ciclo de vida. A gestão de resíduos promove a ideia oposta: é no descarte que a história começa”, afirma Sérgio Finger, CEO da Trashin, cleantech que foi uma das finalistas da Competição de Startups do South Summit Brazil 2022.

Como será a gestão do carbono emitido no evento

Outra iniciativa envolve a parceira e especialista ESG Now, startup que oferece uma plataforma digital com soluções de gestão ESG para empresas.

  • Ela cuidará da gestão do carbono gerado em função do evento nas edições de 2023 e 2024.
  • O primeiro passo será inventariar as emissões de gases de efeito estufa geradas na edição de 2023.
  • Em seguida, será elaborado um plano de ação para reduzir a pegada de carbono do evento no ano seguinte e para neutralizar as emissões que não puderam ser reduzidas. O objetivo é que ambas as edições possam ser classificadas como carbono neutro.
  • Tais ações estão alinhadas com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 13 da ONU: Ação Contra a Mudança Global do Clima.

“Mais do que compensar as emissões de gases de efeito estufa geradas em função do evento, vamos trabalhar juntos para identificar e realizar todas as oportunidades possíveis de redução da pegada de carbono nas futuras edições”, diz Elias Neto, CEO da ESG Now.

Além dessas iniciativas, as inovações ambientais e as estratégias adotadas pelo Governo do Rio Grande do Sul para o controle das emissões de gases nocivos à atmosfera também estarão no South Summit 2023.

No palco do RS Innovation, será lançado pela Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) o protótipo do EstimaGás, um software desenvolvido no RS que mensura as emissões de gases de efeito estufa dos aterros sanitários. O lançamento acontece no dia 30, às 13h. Outro momento bastante esperado será a apresentação de uma plataforma que monetiza práticas sustentáveis e que poderá ser adotada pelo Estado.

“Os temas que levaremos para o South Summit demonstram o quanto o Estado trabalha com tecnologias inovadoras para promover a proteção ambiental. Essa evolução já pode ser percebida na prática, visto que o Rio Grande do Sul está entre os dez estados do país que mais atingiram as metas climáticas. É um esforço que potencializa os atos de conservação e torna efetivas as práticas com o uso de métodos inovadores”, afirma a secretária Marjorie Kauffmann.

O que está previsto para o "S" da agenda ESG

O South Summit 2023 vai contar com diversas ações sociais e programas de capacitação para cerca de 2.000 jovens vulneráveis, antes, durante e após o evento.

As atividades estão alinhadas aos 17 ODS da ONU e estão previstos workshops de tecnologia e inovação, capacitação de jovens em oficinas de grafite, oficinas de trabalho com estudantes do Ensino Médio sobre soluções para problemas reais relacionados às ODS, entre outras ações.

Para esse público, serão disponibilizados 500 tickets Day Pass. Um espaço interativo, organizado em parceria com a Central Única das Favelas (Cufa), concentrará as ações socioambientais e educativas na Innovation Street, passarela por onde circulam os cerca de 20 mil participantes.

"O capital humano é a principal ativo para desenvolvimento social e econômico do Estado. E a inclusão, assim como a igualdade de oportunidades, são fundamentais nesse contexto. O governo do Estado tem compromisso com esse tema, inclusive com uma secretaria dedicada, coordenando as ações sociais do South Summit Brazil", ressaltou o vice-governador Gabriel Souza, que lidera a participação do Estado como correalizador do evento, por meio do Gabinete de Projetos Especiais.

Além dessas práticas, o evento proíbe o uso de plástico ou papel, os expositores não podem distribuir cartões de visita, panfletos ou brindes não-recicláveis, os cordões de crachá são ecológicos, as credenciais feitas com papel semente e as garrafas de água distribuídas são de plástico verde, sem copos descartáveis.

Para saber mais sobre o South Summit Brazil 2023

O recrutamento do staff focou na diversidade e também foram contempladas mais necessidades específicas de acessibilidade para pessoas com deficiência (PCDs), como por exemplo, a tradução para libras. A coleta de equipamentos eletrônicos também será contemplada durante o evento, em uma iniciativa em parceria com a Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes) e a Reurb.

“É esse olhar cuidadoso com o planeta que nós do South Summit queremos levar ao maior número possível de pessoas, startups e empresas. Reunir em um só lugar vozes, marcas e organizações públicas e privadas que compartilhem a inquietação por um mundo sustentável. Com inovação baseada na economia verde e uma jornada promissora rumo ao carbono zero, com responsabilidade e menos desequilíbrio social e ambiental. O South Summit é o motor que acelera essa transição para uma economia próspera e sintonizada com o futuro”, diz Thiago Ribeiro.

Para saber mais sobre o South Summit Brazil e conhecer a programação completa, acesse o  site oficial.

Acompanhe tudo sobre:south-summit-brasil

Mais de Negócios

Após cair 10% em maio, PMEs gaúchas voltam a crescer em junho e começam a se recuperar da enchente

Na febre das corridas de ruas, ele faz R$ 4,5 milhões com corridas em shoppings e até em aeroportos

Metodologia: como o ranking Negócios em Expansão classifica as empresas vencedoras

Cacau Show, Chilli Beans e mais: 10 franquias no modelo de contêiner a partir de R$ 30 mil

Mais na Exame