Sony planeja entrar no mercado de veículos elétricos

A nova companhia, Sony Mobility, foi anunciada no momento em que o grupo japonês explora o "lançamento comercial" de veículos elétricos
Sony: A empresa segue como um dos maiores grupos de entretenimento do mundo e dona de grandes franquias de videogames e cinema (Toru Hanai/Reuters)
Sony: A empresa segue como um dos maiores grupos de entretenimento do mundo e dona de grandes franquias de videogames e cinema (Toru Hanai/Reuters)
Por ReutersPublicado em 06/01/2022 09:52 | Última atualização em 06/01/2022 09:52Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Sony planeja lançar uma empresa neste ano para entrar no mercado de veículos elétricos, buscando aproveitar sua força nos setores de entretenimento e componentes eletrônicos para se lançar em mobilidade de próxima geração.

A nova companhia, Sony Mobility, foi anunciada no momento em que o grupo japonês explora o "lançamento comercial" de veículos elétricos, afirmou o presidente do conselho de administração da Sony, Kenichiro Yoshida, a jornalistas durante o evento de tecnologia CES, nos Estados Unidos.

"Com nossa tecnologia de chips de imagem e sensores, computação em nuvem, 5G e tecnologias de entretenimento, combinadas com nosso conteúdo, acreditamos que a Sony esteja bem posicionada como uma companhia de entretenimento criativo para redefinir a mobilidade", afirmou o executivo.

Apesar de sua posição em eletrônicos de consumo ter erodido nos últimos anos diante de rivais como Samsung, a Sony ainda tem um arsenal de tecnologias sofisticadas em áreas como sensores de missão crítica usados em direção autônoma.

A empresa também segue como um dos maiores grupos de entretenimento do mundo e dona de grandes franquias de videogames e cinema.

Yoshida revelou um protótipo de veículo utilitário esportivo, o Vision-S 02, que usa a mesma plataforma de veículo elétrico do coupé Vision-S 01 que começou a ser testado em estradas da Europa em dezembro de 2020.

O executivo afirmou que a Sony enxerga a mobilidade como um "espaço de entretenimento" em que os passageiros podem escolher opções individuais de diversão e usar conexão de internet via redes 5G.