Smart Fit anuncia acordo para incorporar rede mexicana SportsWorld

Companhia tem 57 unidades no país e vale cerca de R$ 150 milhões na bolsa mexicana

A Smart Fit, maior rede de academias da América Latina, anunciou nesta terça-feira um acordo de união com uma das maiores redes de academias do México, a SportsWorld. A companhia mexicana, listada em bolsa, tem 57 unidades e 90 mil alunos no país, com foco nas classes A e B. Afetada pela crise, perdeu 61% de valor nos últimos 12 meses, para cerca de 150 milhões de reais.

O negócio, sujeito à análise das autoridades mexicanas, complementaria a oferta do grupo brasileiro, que tem 182 academias no México voltadas para as classes B e C. "É como uma Bio Ritmo mexicana", diz Edgard Corona, fundador da Smar tFit, se referindo à sua marca de alta renda no Brasil.

Corona falou com a reportagem da EXAME logo depois de pousar em São Paulo após a inauguração de mais uma unidade da companhia, na Pavuna, Rio de Janeiro. Apesar da pandemia da covid-19, que obrigou as academias a ficarem fechadas em boa parte dos últimos 12 meses, a companhia brasileira mantém um ritmo de expansão, com expansão de 9% no número de unidades.

"Toda crise machuca. Mas também abre oportunidades para quem consegue se reinventar -- e a reinvenção custa dinheiro", diz o empresário. "Com caixa apertado, outros grupos estão mais dispostos a conversar".

"A SportsWorld tem bons operadores e pontos espetaculares e 10 anos de operação bem sucedida. Vamos manter a marca e colocar nossa capacidade de gestão", diz o empresário brasileiro.

O negócio com a rede mexicana é um desses acordos nascidos da crise. Segundo Corona, em condições normais a SportsWorld consegue operar com margens de 20%, mas a quarentena levou a empresa para o vermelho. O negócio anunciado nesta terça-feira prevê uma união sem caixa das operações da SportsWorld com a SmartFit do México, e deve dar à nova empresa mais escala nas negociações de pontos e equipamentos, e um acesso a sistemas e tecnologia que, sozinhos, os mexicanos não tinham. Os detalhes finais do acordo ainda estão em negociação, como a relação de troca de ações entre as partes. E o negócio está sujeito à avaliação dos autoridades mexicanas.

Caso de fato incorpore a operação da SportsWorld, a SmartFit consolida o México como seu segundo maior mercado, com cerca de 240 unidades, ante 500 no Brasil. Colômbia e Chile são outros dois países prioritários para a companhia brasileira, que tem aproveitado a crise para intensficar a consolidação do setor na América Latina.

Recentemente a companhia anunciou a aquisição da rede paulistana Just Fit, com 27 unidades, numa negociação também sem pagamento em dinheiro. Outra frente de investimentos é em plataformas digitais, que complementem a oferta das unidades físicas. Em julho, por exemplo, a companhia comprou a Queima Diária, líder em vídeos de treinos sob demanda, com 375 mil alunos.

A empresa também é dona de programas nutricionais e de atendimento a professores. Tudo online, consolidando o conceito de "ecossistema". Com atuação em 13 países da América Latina, a SmartFit dá, no México, mais um passo para dominar um dos setores mais afetados pela crise. Quando o mundo voltar ao normal, a chance de você se exercitar em uma unidade preta e amarela do grupo de Corona, ou em alguma de suas novas marcas, é maior do que nunca.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.