Silver Lake está em negociações avançadas com Dell

A companhia estaria sendo assessorada pelo JPMorgan a respeito de uma possível compra de 19 bilhões de dólares

Nova York - As negociações para o fechamento de capital da Dell, terceira maior fabricante mundial de computadores, estão em um estágio avançado, com pelo menos quatro grandes bancos alinhados para fornecer financiamento, disseram à Reuters duas fontes próximas ao assunto.

A ação da Dell subia mais de 5 por cento, com alto volume de negociações na Nasdaq.

A empresa de private equity Silver Lake Partners, que está liderando o acordo, consultou Credit Suisse, Bank of America Merill Lynch, Barclays e RBC no fim do ano passado para financiar um possível acordo, disseram as fontes sob condição de anonimato, porque os detalhes ainda não foram levados a público.

As fontes afirmaram que o JPMorgan está servindo de consultor para a Dell numa possível compra da companhia de 19 bilhões de dólares, que seria um dos maiores acordos desde a recessão global.

A Silver Lake está trabalhando com um de seus principais investidores, conhecidos como sócios limitados, disseram as fontes.

As fontes alertaram que o acordo pode vir em breve, mas que a situação ainda é fluida.


Dell, Bank of America, RBC, Barclays e Credit Suisse se recusaram a comentar. JPMorgan e Silver Lake não retornaram imediatamente contatos em busca de comentários.

A Dell, que está envolvida em negociações com empresas de private equity sobre um possível fechamento de capital, tem tido discussões eventuais com as companhias mas as negociações esquentaram no fim do ano passado, disseram as fontes.

Um acordo envolve investimento acionário do presidente-executivo bilionário Michael Dell, que detém 14 por cento da empresa. Dell, a 22a pessoa mais rica dos EUA de acordo com a Forbes, investe e gere sua fortuna por meio do MSD Capital.

Uma compra da Dell é algo desafiador, principalmente em razão do tamanho do acordo, de acordo com analistas.

As possibilidades de uma aquisição majoritária "são provavelmente baixas, dado seu tamanho e nossa expectativa de que ele exija cerca de 4 bilhões de dólares em capital", disse o analista Toni Sacconaghi, do Bernstein Research.

"Nós vemos o fundamento da Dell (compra alavancada) como bastante oportunista dado o baixo valor de mercado e taxas de juros, já que não vemos quaisquer oportunidades óbvias de reestruturação ou estratégia singular de saída", disse ele.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.