Siemens pretende economizar 6 bi de euros

A Siemens tem estado sob pressão para cortar custos e se concentrar em suas divisões mais rentáveis

Berlim – A Siemens pretende economizar 6 bilhões de euros (7.7 bilhões de dólares) até o final do ano fiscal de 2014, mais que o esperado, em um esforço do conglomerado alemão de engenharia para se manter competitivo em meio a uma economia global fraca.

Um termômetro industrial e empresa mais valiosa da Alemanha, a Siemens tem estado sob pressão para cortar custos e se concentrar em suas divisões mais rentáveis, ao passo que a economia global leva mais tempo para se recuperar do que o esperado.

Analistas esperavam que a empresa cortasse entre 2 bilhões e 4 bilhões de euros em custos ao longo dos próximos dois anos. A Siemens não disse ainda quantos empregos podem ser eliminados como parte do plano.

“Sabemos o que temos que fazer e estamos fazendo”, disse o presidente-executivo, Peter Loescher, em comunicado nesta quinta-feira.

No quarto trimestre fiscal da companhia, o lucro líquido de operações contínuas caiu 2 por cento, para 1,48 bilhão de euros, afetado em parte por impacto de 327 milhões de euros em negócios de petróleo e gás no Irã, devido a novas sanções impostas ao país.

Apesar disso, o resultado veio acima da previsão em média de analistas, de 1,34 bilhão de euros, em parte porque as unidades de energia solar deficitárias colocadas à venda no final do trimestre foram registradas como “operações descontinuadas”.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.