Shell pode vender até US$ 30 bilhões de ativos em 2014

As fracas margens de refino e o roubo de petróleo na Nigéria causaram uma forte queda nos lucro

Londres – A Shell pode iniciar a venda de até US$ 30 bilhões (18 bilhões de libras) de ativos em 2014 depois que as fracas margens de refino e o roubo de petróleo na Nigéria causaram uma forte queda nos lucros, informou o The Daily Telegraph nesta segunda-feira.

Os ativos que poderiam ser vendidos incluem uma participação de US$ 7 bilhões na Woodside Petroleum, segunda maior produtora de petróleo e gás da Austrália, US$ 2 bilhões em ativos de petróleo no Delta do Níger, de acordo com analistas de petróleo e gás da JP Morgan Cazenove.

De acordo com a publicação, no mês passado, Peter Voser, executivo-chefe da Shell, disse que a companhia entraria em uma fase de desinvestimentos.

Segundo Fred Lucas, do JP Morgan Cazenove, a orientação da Shell para as despesas de capital implica a venda de pelo menos US$ 15 bilhões de ativos durante os próximos dois anos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.