Sedes do Credit Suisse na Europa são alvos de investigação fiscal

Banco disse que está "cooperando" e que os escritórios de Paris, Londres e Amsterdã receberam a "visita" das correspondentes autoridades fiscais

Os escritórios do Credit Suisse em Paris, Londres e Amsterdã estão sendo investigados por um caso fiscal, afirm nesta sexta-feira um comunicado divulgado pelo banco, o segundo mais importante da Suíça.

O banco disse que está “cooperando” e que os escritórios dessas três cidades receberam a “visita” das correspondentes autoridades fiscais.

Segundo a imprensa suíça, o caso começou na Holanda, onde as autoridades receberam informação sobre a existência de contas secretas para evadir impostos através do banco.

Segundo o jornal de Zurique Tages Anzeiger as autoridades dos países apreenderam dos escritórios objetos valiosos, como quadros e barras de ouro, uma informação que o banco não quis confirmar.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

ATENÇÃO: Mudança na sua assinatura da revista EXAME. A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos apenas uma edição por mês. Saiba mais