Saraiva consegue adiar assembleia para fazer nova proposta a credores

Em recuperação judicial, rede de livrarias propõe apresentar um novo plano até 8 de outubro, com assembleia de credores uma semana depois

Não foi desta vez que a Saraiva conseguiu definir um novo caminho para o seu futuro. A rede de livrarias entrou com um pedido, aceito pelo juiz, para suspender por mais de um mês a assembleia de credores que vai deliberar sobre mudanças ao seu plano de recuperação judicial. A sessão deveria acontecer nesta quarta-feira, 9.

A Saraiva justificou o pedido de suspensão da assembleia com o compromisso de elaborar um novo aditamento ao plano aprovado no ano passado. A empresa terá que apresentar a nova proposta até o dia 8 de outubro, com nova assembleia no dia 15.

No plano que seria submetido à votação pelos credores nesta quarta, a empresa centenária propunha se desfazer de até 44 das 57 lojas remanescentes e fazer uso do dinheiro para abater parte das dívidas de 595 milhões de reais.

Havia muitas dúvidas sobre se os credores estariam dispostos a aprovar o plano. É um grupo formado pelo Banco do Brasil, shoppings, editoras e fornecedores. A proposta previa a hipótese de os credores assumirem as lojas, o que era incerto.

Nesta quarta, as ações ordinárias da Saraiva, que estão com baixo volume de negociação (menos de 1 milhão de reais por dia), caíram 6,66%, para 1,12 real.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.