• AALR3 R$ 20,12 -0.89
  • AAPL34 R$ 65,02 -3.40
  • ABCB4 R$ 16,74 -3.46
  • ABEV3 R$ 13,92 -1.56
  • AERI3 R$ 3,64 -1.62
  • AESB3 R$ 10,71 0.09
  • AGRO3 R$ 30,57 -0.88
  • ALPA4 R$ 20,28 -2.22
  • ALSO3 R$ 19,06 -0.21
  • ALUP11 R$ 26,68 0.30
  • AMAR3 R$ 2,38 -2.46
  • AMBP3 R$ 29,48 -3.47
  • AMER3 R$ 23,14 0.22
  • AMZO34 R$ 65,34 -2.36
  • ANIM3 R$ 5,35 -2.90
  • ARZZ3 R$ 80,24 -1.18
  • ASAI3 R$ 15,66 1.36
  • AZUL4 R$ 20,81 -2.02
  • B3SA3 R$ 11,92 0.93
  • BBAS3 R$ 36,79 3.05
  • AALR3 R$ 20,12 -0.89
  • AAPL34 R$ 65,02 -3.40
  • ABCB4 R$ 16,74 -3.46
  • ABEV3 R$ 13,92 -1.56
  • AERI3 R$ 3,64 -1.62
  • AESB3 R$ 10,71 0.09
  • AGRO3 R$ 30,57 -0.88
  • ALPA4 R$ 20,28 -2.22
  • ALSO3 R$ 19,06 -0.21
  • ALUP11 R$ 26,68 0.30
  • AMAR3 R$ 2,38 -2.46
  • AMBP3 R$ 29,48 -3.47
  • AMER3 R$ 23,14 0.22
  • AMZO34 R$ 65,34 -2.36
  • ANIM3 R$ 5,35 -2.90
  • ARZZ3 R$ 80,24 -1.18
  • ASAI3 R$ 15,66 1.36
  • AZUL4 R$ 20,81 -2.02
  • B3SA3 R$ 11,92 0.93
  • BBAS3 R$ 36,79 3.05
Abra sua conta no BTG

São Paulo incorpora duas estatais pela 1ª vez para criar a nova Prodesp

Inédito, o processo une empresas responsáveis pelo Poupatempo e Diário Oficial do Estado para ampliar a inovação na administração pública
 (Divulgação/Prodesp)
(Divulgação/Prodesp)
Por André MartinsPublicado em 03/08/2021 11:01 | Última atualização em 03/08/2021 11:16Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O governo de São Paulo finalizou nesta segunda-feira, 2, a incorporação entre duas empresas estatais para criar a nova Prodesp. Inédito, o processo une empresas responsáveis pelo Poupatempo e Diário Oficial do Estado para ampliar a inovação na administração pública.

O processo previsto desde 2019 por lei e decreto estadual, incorporou a empresa de Tecnologia do Governo do Estado – Prodesp – e Imprensa Oficial do Estado de São Paulo (Imesp). Os funcionários de amplas estatais passaram a trabalhar junto. A união das empresas vem na esteira de extinções, concessões e privatizações de estatais pelo governo estadual.

A nova companhia agrega em seu portfólio legados das empresas anteriores: da Prodesp, tudo o que envolve o programa Poupatempo; ampliação dos serviços online e de tecnologia para as secretarias do governo; toda a robustez e segurança dos Data Centers; e a ampla capacidade de desenvolvimento de novas soluções, feitas sob medida para as mais diversas e específicas necessidades.

Somam-se a este conjunto as soluções digitais anteriormente oferecidas pela Imesp, que compreendem: o Diário Oficial do Estado; a Certificação Digital para Pessoa Física e Jurídica; bem como soluções corporativas destinadas a entidades governamentais ou de interesse público – Assina.SP, Carimbo de Tempo, Certificado de Atributo, certificados digitais e e-SAT, Gestão eletrônica de documentos/GED, projetos e consultoria.

“Com a junção destas companhias estatais, vamos desenvolver e implementar ainda mais soluções inovadoras de um governo cada vez mais digital. Seguiremos marcando nosso nome institucional na história, mirando o futuro”, destaca André Arruda, presidente da Prodesp.

Atualmente, são 140 opções digitais oferecidas pelo programa gerenciado pela Prodesp, e a meta é chegar à marca de 240 em 2022, na palma da mão.

A extinção e privatização de estatais é uma das bandeiras defendidas pela gestão do governador João Doria. Apesar de avançar com a incorporação da Imesp pela Prodesp e conseguir realizar o leilão das linhas 8 e 9 da CPTM, outras concessões e extinções prometidas pela gestão esbarraram em entraves jurídicos e políticos, como a concessão de presídios e da hidrovia Tietê-Paraná, que não devem sair do papel. 

  • Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.